Ídolo do Vitória, André Catimba morre aos 74 anos em Salvador

Ele chegou ao Vitória em 1971 e vestiu a camisa rubro-negra por cinco anos

André Catimba e Onis - ex-jogadores do Vitória
André Catimba (de branco) e Osni Lopes – Ex-jogadores do Vitória (Foto: Elói Corrêa/GOVBA)

O futebol baiano está de Luto. Morreu nesta quarta-feira, em Salvador, o ex-jogador André Catimba, que fez história no Esporte Clube Vitória e também marcou época com as camisas de Grêmio e Guarani. Os familiares confirmaram o falecimento do atleta de 74 anos, porém, as causas ainda não foram reveladas.

 

Natural de Salvador, Carlos André Avelino de Lima surgiu no Ypiranga. Ele chegou ao Vitória em 1971 e vestiu a camisa rubro-negra por cinco anos. Jogou em um dos melhores times da história do Vitória, participando do histórico título do Campeonato Baiano de 1972. No Leão, ele é o segundo maior artilheiro em Brasileiros.

Após passagem destacada pelo Vitória, o atacante acertou com o Guarani, ficando apenas uma temporada. No Grêmio, onde recebeu o apelido de Catimba, ficou marcado por uma comemoração ao marcar o gol do título do Gauchão de 1977. O atacante balançou as redes aos 42 minutos e ao tentar dar uma cambalhota no ar, errou o salto e caiu de cara no chão.

Em 1980, foi atuar no futebol da Argentina, onde defendeu o Argentinos Juniors. Na época, Catimba já era um veterano e atuou ao lado de Diego Maradona, que ainda era um jovem. Ele ficou apenas seis meses no futebol argentino e chegou a ser vítima de injúrias raciais.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*