Após deixar o Bahia, lateral é autorizado pelo Porto a procurar novo clube

João Pedro não vingou na segunda passagem pelo Esporte Clube Bahia

Com o encerramento do empréstimo no final de junho, o lateral-direito João Pedro deixou o Esporte Clube Bahia e retornou ao Porto, de Portugal, com quem tem contrato até junho de 2023. Em 2018, o clube português pagou ao Palmeiras 4 milhões de euros (R$ 24 milhões, à época), mas o lateral fez apenas três jogos pela equipe principal, sendo utilizado também no Sub-23. Fora dos planos, o jogador deve ser novamente emprestado e o Porto já teria autorizado o atleta a procurar um novo clube. Dois clubes da segunda divisão portuguesa fizeram sondagens. A permanência no futebol brasileiro também não está descartado, caso apareça algum clube interessado.

 

João Pedro não joga desde abril, quando entrou em campo no empate em 1 a 1 do Bahia com o Montevideo City Torque, pela primeira rodada da Copa Sul-Americana. Em 2021, o atleta realizou sete partidas pelo Esquadrão, apenas uma como titular, na derrota por 1 a 0 para o Vitória pela Copa do Nordeste.

Natural de Presidente Bernardes, João Pedro Maturano dos Santos é cria das divisões de base do Palmeiras, mas nunca chegou a despontar no clube paulista, sendo emprestado a Chapecoense (2017) e Bahia (2018). Na primeira passagem pelo Esquadrão, atuou 17 partidas. Ele chegou emprestado pelo Palmeiras, porém, no contrato existia uma cláusula onde obrigava o Bahia a liberá-lo em caso de alguma proposta, e foi o que aconteceu. O Porto, de Portugal, se interessou pelo jogador e pagou 4 milhões de euros (R$ 17,5 milhões).

O Verdão tinha 50% dos direitos econômicos e repassou 10% ao clube baiano como taxa de vitrine. Em Portugal, não vingou, e só jogou 13 jogos e marcou dois gols pelo Porto B, na segunda divisão nacional. Retornou o Tricolor em agosto de 2019 emprestado pelo Porto, e se firmou como titular, tomando a vaga de Nino, no entanto, em agosto de 2020, sofreu uma grave lesão e precisou passar por cirurgia. Quando voltou, não conseguiu mais recuperar seu espaço. Na segunda passagem, foram 40 jogos e um gol marcado.

Deixe seu comentário!

1 Comentário

  1. OUTRO ERRO DA GESTÃO BELLITANI… DINHEIRO DO CLUBE MAL APLICADO ….COM CERTEZA O QUE FOI GASTO COM ESSE JOGADOR PAGARIA A DIFERENÇA DE CONTRATO PRA GILBERTO O FENÔMENO E IMORTAL FICAR NO CLUBE ATE 2023…. O SÓCIO TORCEDOR ESTA RESPONDENDO A ALTURA….. PAGA NADA….

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*