Guto diz que pênalti marcado para o Bahia desequilibrou o Ceará

"Futebol é pressão o tempo todo. Quando tem vitória, tem tranquilidade", disse.

O Ceará segue atravessando uma fase complicada. Vindo de eliminações em sequência, o Vozão foi derrotado nesta quinta-feira pelo Esporte Clube Bahia por 2 a 1 de virada na Arena Castelão, pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. Após a partida, o técnico Guto Ferreira fez uma análise do confronto e afirmou que o pênalti marcado para o Esquadrão após checagem do árbitro de vídeo (VAR) desequilibrou o time do Ceará.

 

“Eu acho que tem um pouco do psicológico sim. A gente quer muito vencer, saímos na frente, mas acabamos tomando um pênalti na bola parada, um pênalti que cada um interpreta de uma maneira, e isso desequilibrou a equipe, tanto é que o gol foi logo em seguida. Depois a equipe retomou, cresceu, criou e fez um gol que não valeu porque o juiz deu um pênalti e voltou atrás. Talvez um empate naquele momento, a equipe teria força para ir buscar novamente”, comentou.

Com o revés, o time alvinegro acumula agora cinco partidas sem vitória na temporada de 2021. Sob pressão, o técnico Guto Ferreira ressaltou que faz parte do futebol e que todos no clube estão acostumados com momentos de maior cobrança da torcida.

“Futebol é pressão o tempo todo. Quando tem vitória, tem tranquilidade. Quando não tem, fica com a pressão. Todos ali estão acostumados a trabalhar dentro dessa pressão. É tentar manter a serenidade o máximo possível porque esse tipo de pressão não nos ajuda na tomada de decisão. Precisa de equilíbrio, é isso que vai ajudar. O importante é que a equipe está criando e não tem erros. O mais importante é essa unidade de grupo, na hora que vir a primeira vitória, a equipe vai alavancar”, explicou.

 

Comentários:

1 Comentário

  1. Pelo andar da carruagem (ou do Ceará) como queiram, o treinador esta voltando a se tornar o entregador de camisas que era, quando saiu do Bahia.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*