Prates admite chateação e garante que o Bahia vai lutar pela classificação no Baiano

Com 6 pontos, o Tricolor é o 6ª colocação, um ponto abaixo do 4º colocado

Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

O Esporte Clube Bahia se complicou ainda mais no Campeonato Baiano ao empatar com o Fluminense de Feira por 1 a 1 neste domingo no Estádio Joia da Princesa. Foi o terceiro empate seguido do Bahia no Estadual (Vitória da Conquista, Vitória e Fluminense de Feira), além disso, não vence há quatro jogos, contando a derrota para o Unirb. A última vez que venceu foi no dia 24 de fevereiro, contra o Doce Mel, por 2 a 0, no Joia da Princesa, pela 2ª rodada. Com 6 pontos, o Tricolor é o 6ª colocação, um ponto abaixo do 4º colocado Bahia de Feira, que tem dois jogos a menos. Já o Fluminense de Feira é o 8º colocado com 5 pontos. Após a partida, o técnico Cláudio Prates admitiu que o grupo está chateado com a fase ruim.

 

“Não é nem arrumar o time. A questão da transição permite que a gente use algumas variações, use os atletas. Hoje eu precisava colocar o [Douglas] Borel para jogar um pouco. Ele entrou, é um jogador em quem a gente acredita no potencial. Então algumas mudanças são também para dar minutagem e rodagem aos atletas. Sem dúvida nenhuma. O que a gente gostaria e vai tentar, e tenta muito ainda, é os resultados virem. Isso é óbvio. A gente fica muito chateado. Eu, particularmente, sou muito crítico a todo o meu trabalho e de toda a equipe. Exatamente por isso. É importante dar minutagem, rodagem, mas também conquistar os resultados. A gente tem que transferir o que fez de volume. Volto a comentar: no segundo tempo do Ba-Vi e hoje, no primeiro tempo, segundo tempo, a gente teve um volume bom, mas não está conseguindo transferir isso em gols”, afirmou.

Claudio Prates também falou sobre as cobranças internas. “A gente se cobra internamente. No próprio jogo do Ba-Vi, no segundo tempo, a gente criou bastante oportunidade. Não conseguiu concretizar. As desculpas podem ser as mesmas, mas realmente a questão emocional dos atletas. São jogadores de 19 anos, que têm potencial e que sentem um pouco. Hoje a gente conseguiu fazer um gol com quatro minutos e sentiu quando sofremos o empate, não mantivemos o rendimento. Faz parte. A gente vai procurar melhorar”, disse.

Mesmo a situação complicada, Claudio Prates confia na classificação tricolor. “A gente sempre luta. No Bahia, a gente sempre vai lutar por essa classificação. A gente vem feliz pelo projeto, mas muito triste pelo desempenho em questão de classificação. Então a gente precisa melhorar isso, não adianta ficar dando desculpas. A gente precisa vencer jogos. Não tenha dúvida disso. É trabalhar. A gente tem agora duas semanas, uma semana e meia, para trabalhar e tentar que eles tenham um emocional mais tranquilo e consigam realmente reverter as situações que estamos criando em gols”, afirmou.

 

Comentários:

2 Comentário

  1. O time é um bando em campo, desorganizado tecnicamente e jogadores inexperientes mas se achando craques. Lamentável o Bahia gastar milhões em um time que está passando sufoco no campeonato BAIANO, isso mesmo.. BAIANO.

  2. O Bahia está esperando o que pra colocar o time principal. A eliminação está próxima. Vai ser um vexame. Inacreditavel como se toca o futebol no clube

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*