Bahia atrás de Ceará e Fortaleza nas contratações para temporada 2021

Bahia até aqui anunciou apenas três reforços para a temporada

Em decorrência da terrível crise do coronavírus, que a propósito, mata mais hoje do que matava no passado, a temporada do futebol brasileiro foi empurrada até o final de fevereiro e como efeito cascata, as tradicionais contratações de início de ano somente agora acontecem com transferências de jogadores e renovações de contratos. Os clubes de Fortaleza, notadamente o Ceará, são os mais ativos no mercado considerando os nordestinos que irão disputar a Série A do Brasileiro. Com um investimento ‘pesado’ para contratações, o Vozão é o clube que até então apresentou a maior quantidade de reforços, alguns deles conhecidos do futebol baiano, casos de Steven Mendoza e Jael, com passagens marcantes pelo Bahia. O colombiano, inclusive, sempre teve seu nome ligado a um possível retorno do Tricolor nos últimos anos.

 

O Ceará anunciou até aqui: os goleiros João Ricardo (ex-Chapecoense) e Vinícius (ex-Grêmio), os zagueiros Gabriel Dias (ex-Fortaleza) e Jordan (ex-Botafogo-SP); o volante Willian Oliveira (ex-Chapecoense); os meias Jorginho (ex-Athletico-PR) e Marlon (ex-Fortaleza); além dos atacantes Jael (ex-Matsumoto Yamaga-JAP), Steven Mendoza (Amiens-FRA) e Yony González (Benfica-POR) aparecem como os mais recentes, no entanto, a direção do Vozão vem prometendo montar uma equipe capaz de superar a já excelente campanha do ano passado no Campeonato Brasileiro e por isto não encerrou as contratações.

O Fortaleza, de forma um pouco mais modesta, já anunciou as chegadas dos volantes Éderson (Corinthians), Gustavo Blanco (Atlético-MG) e Matheus Jussa (ex-Internacional), além do meia Lucas Crispim (ex-Guarani), do atacante Robson (ex-Coritiba) e do lateral-direito Daniel Guedes (Santos). Além disso, está perto de anunciar a contratação do lateral-atacante Yago Pikachu, que deixa o Vasco após cinco temporadas. Porém, o presidente Marcelo Paz garante que o clube terá novidades em todas as posições. A ideia é reduzir a média de idade, ter um time jovem, com mais propostas de jogo. Outra meta é comportar atletas que possa atuar em diferentes situações táticas, novos estilos, com uma formação menos previsível e mais versátil, com mais opções para a comissão técnica.

Já o Esporte Clube Bahia, apesar do enorme sofrimento da temporada passada, escapando do rebaixamento na penúltima rodada, e tendo uma das piores defesas do Brasileirão, está devagar no quesito reforços, mas segue se movimentando. Até o momento, anunciou apenas três jogadores (dois deles hoje), todos por empréstimo. O volante Pablo (Vila Nova), o zagueiro Gérman Conti (Benfica-POR) e o goleiro Denis Júnior (São Paulo).

Porém, o Bahia está praticamente acertado com outros dois volantes: Jonas, ex-Flamengo, e Matheus Galdezani, do Coritiba. Além também do meia paraguaio Oscar Ruíz, do Cerro Porteño, que é dado como reforço certo. Além disso, o Bahia negocia a contratação de Guilherme Rend, que pertence ao Jacuipense e está emprestado ao Vitória. O presidente Guilherme Bellintani projetou sete reforços: um goleiro, um zagueiro, três volantes e dois atacantes de beirada.

O Sport-PE talvez seja o clube que terá maior dificuldades nas contratações. O time pernambucano ainda está impossibilitado de registrar novos jogadores por conta de uma punição da Fifa, uma vez que não pagou o débito de cerca de R$ 7 milhões com o Sporting pela compra do atacante André, ainda em 2017, situação bem semelhante ao ocorrido com o Cruzeiro na temporada passada.

Ainda assim, o clube já contratou o atacante Jonas Toró, que pertence ao São Paulo, e chegou a especulado no Bahia, e Maxwell, que atuava no Kalmar FF, da Suécia. Ambos estão em treinando no CT do clube aguardando a solução das pendências do clube com a FIFA para terem os contratos registrados. O clube corre atrás da contratação do atacante Neilton, que recentemente atuou no Esporte Clube Vitória, passou pelo Internacional de Porto Alegre, Hatta Dubai, dos Emirados Árabes e hoje tem vínculo com o Coritiba.

Comentários:

3 Comentário

  1. O Bahia teve uma das piores defesas da temporada e a diretoria fala em contratar apenas um zagueiro. Desse jeito vamos sofrer novamente em 2021.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*