Dado avalia temporada do Bahia e desconversa sobre permanência

"Momento especial. Momento que nos deixa extremamente orgulhoso", disse.

Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

O torcedor do Esporte Clube Bahia sofreu horrores, porém, terminou a temporada 2020 aliviado com a fuga do rebaixamento e comemorando bastante a vaga na Copa Sul-Americana. Nesta quinta-feira, o Esquadrão venceu o Santos por 2 a 0, na Arena Fonte Nova, pela última rodada do Campeonato Brasileiro, e contou com tropeço do Sport diante do Athletico-PR para terminar a competição na 14ª colocação, com 44 pontos. O técnico Dado Cavalcanti, em entrevista coletiva, fez uma avaliação após o fim da temporada e se diz orgulhoso pela forma como a equipe finalizou o campeonato.

 

– Momento especial. Momento que nos deixa extremamente orgulhoso pela condição que finalizamos o campeonato. Campeonato duro, difícil, com adversidades, com muitas dúvidas. Conseguimos contornar essas adversidades, ganhar forças em jogos dificílimos. Conseguimos, com a repetição, uma ideia de jogo que nos trouxe até a classificação para a Sul-Americana. Então, além do primeiro alívio de ter tirado o peso das costas da possibilidade de rebaixamento, concluímos o campeonato no mínimo igualando a marca de anos anteriores, de classificar o Bahia na Copa Sul-Americana. É tradição de clube grande, que almeja por voos mais altos. O mínimo que todos esperam é essa condição que a gente conseguiu de deixar o clube na mesma condição que foi nas temporadas anteriores – afirmou.

A diretoria do Esporte Clube Bahia ainda não confirmou a permanência (ou não) de Dado Cavalcanti como técnico da equipe principal, porém, segundo informações, o treinador deve ser mantido. As conversas já estão acontecendo, mas Dado prefere despistar. Ainda assim, ele revelou que está participando do processo de reformulação do elenco tricolor.

É sim uma sensação de dever cumprido, não tenha dúvidas. Com relação a permanência, tenho vínculo com o clube até o fim do ano. Meu contrato já prevê a condição de utilização em qualquer categoria que o clube precisar. Então, estou à disposição. O que existe, no momento, são conversas planejando a temporada 2021. Essas conversas nos trazem a perspectiva de fazer uma reformulação no nosso grupo, de tentar um desenho de elenco um pouco mais próximo e mais compatível com as ideias que tenho trabalhado nesse final de temporada. A expectativa é que a gente comece a mudar a chave na próxima semana, iniciando uma competição extremamente difícil, que é a Copa do Nordeste – disse.

Reflexão acontece independentemente da construção e finalização de campeonato. Faço as minhas reflexões jogo após jogo. As semanas de trabalho serão revisadas. Isso é o processo natural de evolução do profissional. Tento não me acomodar. Essas reflexões e autocríticas são extremamente importantes. Em alguns momentos é importante também ouvir críticas externas, desde que sejam construtivas, desde que sejam para o bem e balizadas de acordo com o direcionamento da realidade. Não apenas a palavra negativa por ela mesmo. Acho importante ter autocrítica, fazer reflexões sobre o processo inteiro. Tenho contrato com o Bahia. Estamos conversando hoje para a sequência da temporada. Na verdade, o início da temporada 2021. A formalização é apenas para a defesa do clube, uma proteção para o clube e para mim como profissional. Apenas um alinhamento de ideias para que a gente consiga ter a tranquilidade natural de desenvolver um trabalho bacana em 2021.

 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*