Crescem as chances de permanência do Bahia na Série A; Vasco despenca

Bahia - que tinha 53% de chances de rebaixamento - caiu para 39%

O Esporte Clube Bahia empatou no último sábado com o Atlético-MG por 1 a 1 no Mineirão e chegou ao quarto jogo seguido sem vencer no Campeonato Brasileiro da Série A, sendo três empates (Vasco, Goiás e Atlético-MG) e uma derrota (Fluminense), porém, apesar da sequência sem triunfo, o Esquadrão deu um pouco de esperança ao seu torcedor pelo futebol apresentado diante do Galo, jogando com garra e determinação, criando oportunidades, inclusive, se tivesse aproveitado as chances claras desperdiçadas, poderia ter vencido e dado um passo importante para alcançar a salvação, principalmente com a derrota do Vasco que tomou 2 a 0 do Internacional em São Januário.

 

Se tivesse vencido o Atlético-MG, o Bahia estaria agora com 40, três acima do Vasco e com dos triunfos a mais, ou até se tivesse vencido o Goiás na rodada retrasada quando conquistava os 3 pontos até os 50 minutos do segundo tempo, mas levou o empate e ficou no 3 a 3. Enfim, pontos perdidos que hoje fazem falta, mas dos males o menor, afinal, o Vasco que é um concorrente direto também vem tropeçando. O lado negativo é a recuperação do Goiás que venceu dois dos últimos três jogos e encostou na briga contra o rebaixamento. O time goiano tem 36 pontos, dois a menos que o Bahia, que é o primeiro fora do Z4 com 38. O Vasco tem 37 e aparece em 17º.

Com a derrota do Vasco, o Esporte Clube Bahia – que tinha 53% de chances de rebaixamento – caiu para 39%, enquanto o time carioca viu as probabilidades de permanência despencarem na reta final. Antes o Cruzmaltino aparecia com 50% de chances de queda, e agora tem 73%. O Goiás, ainda vivo, tem 82%. Coritiba e Botafogo já foram rebaixados. Com chances remotas de queda surgem Fortaleza (5%), que é o 15º colocado com 41 pontos, e Sport-PE (1%), que é o 14º com 41, mas ainda joga pela 36ª rodada contra o Bragantino.

ÚLTIMOS JOGOS
Bahia – Fortaleza (fora) e Santos (casa)
Vasco – Corinthians (fora) e Goiás (casa)
Goiás – Bragantino (casa) e Vasco (fora)

VEJA AS CHANCES DE REBAIXAMENTO

Comentários:

2 Comentário

  1. Esse percentual é ilusório se não conquistar pontos nas partidas seguintes, o técnico rei das malandragens, que se queixou do seu aluno, Rossi, na partida contra o Bahia, quer colocar o Vasco como sendo grande prejudicado pelo Var, na verdade o Vasco teve um pênalti inexistente que poderia ter mudado o resultado da partida, agora se em campo o Vasco não tem sido eficiente, quer o Var e arbitragem a seu favor na luta contra o rebaixamento, o Bahia precisa entrar em campo concentrado contra o Fortaleza, para não deixar a decisão para última partida, a Diretoria do Bahia precisa gritar que o Vasco foi o grande beneficiado com pênalti inexistente, se não, pode ser prejudicado mais uma vez pela arbitragem para ajudar o Vasco a fugir do rebaixamento, essa é a virada de mesa moderna, erros de arbitragem são esquecidos com o passar do tempo, o que fica na história é um rebaixamento ou livramento, ninguém lembrará dos detalhes, é isso que treinador e Diretoria do Vasco está querendo, se ficar calado eles irão conseguir, nenhuma imprensa do Rio questionou sobre pênalti inexistente, estão questionando sobre possível erro que prejudicou o Vasco.

    • E bem por aí , sou Braga … Tambem sofremos com arbitragem tendenciosa ..3 ou 4 juízes na sala do VAR mais uns 3 ou 4 do monitoramento de vídeo , mais a equipe de técnicos de mais montagem , acredito que envolve 15 ou 20 profissionais , qual o custo disso tudo ?? Pra ser mal usado ..Antes do VAR , mesmo quando os árbitros erravam grotescamente e , falavam ser erro humano , e agora qual a desculpa ?

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*