Régis fica livre no mercado após fim de vínculos com Cruzeiro e Bahia

Régis estava emprestado pelo Bahia ao Cruzeiro até o fim de dezembro

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro/Divulgação

Emprestado pelo Esporte Clube Bahia ao Cruzeiro o dia 31 de dezembro de 2020, o meia Régis não teve o seu contrato renovado pelo Cruzeiro. De acordo com o site “ge”, o principal motivo foi a punição imposta pela CNRD, que o impediu o clube mineiro registrar atletas. Além disso, o jogador já vinha perdendo espaço com o técnico Luiz Felipe Scolari. Portanto, mesmo se a Raposa pudesse registrar novos jogadores, a permanência de Régis ainda assim seria incerta.

 

Com o fim do vínculo, o Cruzeiro agradeceu o jogador pelos serviços prestados e desejou boa sorte a ele no novo clube que for defender. Régis também encerrou o vínculo com o Bahia, quem havia emprestado o jogador em abril de 2020. Desta forma, está livre no mercado. Com a permanência na Série B quase certa, o futuro de boa parte do elenco será rediscutido pela diretoria capitaneada pelo presidente Sérgio Santos Rodrigues.

O Cruzeiro havia superado uma proibição de registros (“transfer ban”) imposto pela Fifa, entretanto, sofreu a mesma sanção na CNRD – câmara arbitral do futebol – por dívida de R$ 1,3 milhão com o PSTC, clube do Paraná, relacionada à transferência do zagueiro Bruno Viana ao Olympiacos, da Grécia. Tal pena impede que o clube registre novos contratos de jogadores, o que impacta numa assinatura em definitivo com Régis.

Régis chegou ao Bahia em 2016, emprestado pelo Sport-PE, após passagem apagada pelo Palmeiras. Na primeira temporada pelo tricolor, marcou 4 gols em 26 jogos. Em 2017, deslanchou e foi peça importante na conquista da Copa do Nordeste, marcando 13 gols em 49 jogos no ano. Acabou sendo envolvido na negociação pelo goleiro Jean e ficou em definitivo no Tricolor. Em 2018, manteve as boas atuações, atuando 43 vezes e marcando 6 gols, atraindo a atenção do Al-Wehda que pagou para ter o jogador por empréstimo em setembro de 2018 até julho de 2019. Porém, não atuou pela equipe árabe e retornou ao Brasil, sendo emprestado ao Corinthians, atuando apenas sete jogos na temporada passada. Em 2020, Régis atuou apenas dois jogos, contra River-PI pela Copa do Brasil e CSA pela Copa do Nordeste, ambos saindo do banco de reservas. Emprestado ao Cruzeiro, Régis atuou em 29 jogos e marcou 3 gols.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*