Com saída de Mano, quem deve comandar o Bahia? Dado ou Prates?

Cláudio Prates surge como principal cotado para assumir o time

O Esporte Clube Bahia fez um bom jogo diante do Flamengo, porém, mesmo atuando com um jogador a mais desde os 9 minutos do primeiro tempo pela expulsão de Gabigol, a defesa mais uma vez foi vilã e decisiva para a derrota por 4 a 3 ontem no Estádio do Maracanã. Após o revés amargo, o clube baiano anunciou a demissão do técnico Mano Menezes, que não mostrou para que veio e deixa Salvador com a imagem arranhada por outros acontecimentos. A demissão do treinador parece ter sido um “combo” pelos maus resultados aliados ao fato ocorrido com o meia Gerson que acusou o meia Juan Ramírez de racismo, caso que está sendo apurado.

 

Contratado em setembro deste ano para substituir Roger Machado, Mano Menezes não conseguiu resolver os problemas do time do Bahia, principalmente a deficiência defensiva – o time tem pior defesa da Série A com 46 gols sofridos em 26 jogos. Ao todo, o Bahia realizou 24 jogos sob comando de Mano Menezes, com oito vitórias, dois empates e 14 derrotas (aproveitamento de 36,1%).

Com a saída de Mano, o Bahia deve ir ao mercado em busca de um novo treinador. Para o jogo do próximo domingo, contra o Internacional, o Esquadrão ainda não anunciou quem deve comandar o time. O principal cotado é o auxiliar Cláudio Prates, que também comandou a equipe diante do Inter no primeiro turno após demissão de Roger Machado. O Tricolor arrancou um empate em 2 a 2 no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. Também tem a possibilidade de Dado Cavalcanti assumir, já que ele retornou ao Bahia recentemente para reiniciar o projeto do Sub-23. Na primeira passagem, fez um bom trabalho com o time de transição no Campeonato Baiano.

Comentários:

4 Comentário

  1. Sugiro colocar os dois e formarem uma comissão técnica, com diretrizes de talentos em desenvolvimento defensivos e ofensivos, pois ambos possuem expertises suficientes, a fim de reduzir os danos dos anteriores, principalmente período Mano Menezes desastrosa inconsistência indisciplinar, no banco de suplentes!

  2. Coloca Belitani para ser o treinador e a equipe dele; Cerri, Ferraz. Quem ascendeu seu carvão molhado que abane, lamentável, juntando ele e os Guimarães a mesma coisa, fazendo um mal terrível ao nosso time, os Guimarães roubaram a grana e ele roubando a nossa alegria e satisfação de ser tricolor

  3. À essa altura do campeonato, se o presidente Guilherme Bellintani estiver pensando em contratar mais um treinador, acho uma grande incoerência, para nâo dizer burrice. sô faltam doze rodadas para encerrar o Brasileirão e seria uma perda de tempo para um time que se encontra na sarjeta, trazer um novo treinador para recomeçar tudo de novo.
    Faço fé, tanto em Cláudio Prates como no Dado Cavalcante, mas, imago o que o Dado, por ter mais rodagem e já ter exercido uma carreira “solo” em diversos clubes mêdios do futebol brasileiro, seria a bola da vez, haja vista que, Prates me parece um bom treinador, mas, têm trabalhado mais como auxiliar ou interino.
    Entâo, só resta agora, “juntar os cacos” e colocar o Dado a frente do comando técnico para, com muita conversa e treinamento, tentar livrar o time do rebaixamento que, nas atuais cirvunstãncias, um fato é um feito de bom tamanho.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*