Com queda nas receitas, Diego Cerri não descarta novas vendas no Bahia

Bahia vendeu recentemente o volante Flávio por R$ 8 milhões

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

No início da temporada, o Esporte Clube Bahia projetou faturar R$ 30 milhões com a venda de jogadores, no entanto, a pandemia do coronavírus que paralisou completamente o futebol por mais de 100 dias alterou os planos do clube que teve o seu lado financeiro prejudicado com a queda nas receitas. Segundo a Demonstração de Orçamento do primeiro semestre, o Bahia encerrou junho com um saldo negativo superior a R$ 40 milhões. Com isso, a diretoria acabou sendo obrigado a negociar alguns atletas, casos de Gustavo, Flávio e Caíque. O diretor de futebol, Diego Cerri afirmou que por conta da baixa no orçamento, o clube pode negociar outros atletas.

 

“Essa projeção foi realizada antes de começar o ano, no orçamento. Tudo o que se refere ao orçamento deste ano está indo para baixo. Se a gente conseguir, sem prejudicar a parte técnica, fazer alguma venda, que tenha reposição, tudo bem. Mas a gente vem conseguindo vender todo ano, coisa que o Bahia não fazia. Conseguimos conciliar isso com resultado. Temos quatro para cinco anos com essa política, conseguindo estruturar o clube, tendo jogadores para vender. Mas, nesse momento de pandemia, temos que dar importância para a parte técnica. Conseguimos um valor de mais ou menos R$ 15 milhões. Vamos priorizar o que precisamos, que é nosso time”, afirmou Cerri, em entrevista ao ge.

A principal venda do Bahia esse ano, até aqui, foi do volante Flávio para o Trabzonspor, da Turquia por cerca de R$ 8 milhões, mesmo clube que pode contratar o volante Gregore. Apesar da necessidade de fazer caixa, Cerri frisou que a prioridade é na parte técnica.

“Tivemos que vender alguns jogadores, não atingimos o valor para o ano inteiro, mas o ano ainda não acabou. O ano, na verdade, acaba em fevereiro, que é quando o Campeonato Brasileiro acaba. Pode ser que alguma coisa aconteça nesse período. Mas temos que ter uma prioridade na parte técnica”, complementou o dirigente.

Deixe seu comentário

2 Comentário

  1. Diante deste cenário, e, com esta afirmação de Diego Cerni, podemos projetar um ano tenebroso, como já vem ocorrendo no campo em 2020.
    O que se esperar? Tão somente a fuga pelo rebaixamento.
    Será que Mano Menezes veio sabendo que o já combalido time Bahia vai continuar sendo desmontando? Peocupa Nação Tricolor….

  2. Diante deste cenário, e, com esta afirmação de Diego Cerni, podemos projetar um ano tenebroso, como já vem ocorrendo no campo em 2020.
    O que se esperar? Tão somente a fuga pelo rebaixamento.
    Será que Mano Menezes veio sabendo que o já combalido time Bahia vai continuar sendo desmontando? Peocupa Nação Tricolor….

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*