Enderson comenta chegada de Arthur Caíke ao Cruzeiro e elogia atacante

Arthur Caike acertou com o Cruzeiro para disputa da Série B

Foto: Bruno Haddad/ Cruzeiro EC

A pedido do técnico Enderson Moreira, o Cruzeiro acertou a contratação do atacante Arthur Caíke, que recentemente deixou o Bahia e chega à Raposa por empréstimo até o término da Série B, no fim de janeiro. Para ser cedido, o jogador ampliará o contrato com o Al Shabab, com quem tem vínculo até o meio do próximo ano. Os moldes do acordo são os mesmo que o clube árabe tinha com o Bahia. O atacante já desembarcou em Belo Horizonte para realizar exames e assinar contrato. Enderson trabalhou com o jogador no Bahia, em 2019, e rasgou elogios ao novo reforço.

 

“Eu trabalhei com o Arthur Caike. Ele é um jogador que pode fazer várias funções ali na frente. Jogador maduro, tem bola parada, tem cobrança de falta, tem jogo aéreo, cabeceio, sabe fazer gol como segundo atacante ali”, disse o técnico.

Enderson também comentou como se deu a negociação para a chegada o jogador. “A gente estava assim naquela coisa, não temos dinheiro para poder fazer e fechar rapidamente, a gente tem que conversar, ir tateando de um lado, do outro, esperar e ter paciência, conversar com o jogador. O Deivid, o Drubscky e o Argolo conversaram muito com o empresário dele, mostraram o que é o projeto, mostrando aquilo que a gente tem. O jogador queria vir, sempre quis vir, a questão maior é porque envolve uma negociação com o mundo árabe, é sempre mais complicado, o dinheiro está à frente às vezes de muita coisa”.

Arthur Caíke tinha contrato com o Bahia até o fim de junho deste ano e o clube baiano tentou negociar para prorrogar o empréstimo, mas não obteve sucesso. O atacante foi quase um 12º jogador no time de Roger Machado, mas nunca chegou perto de se firmar como titular desde sua chegada, em fevereiro de 2019. No total, ele disputou 54 jogos, com nove gols marcados. Em 2020, entrou em campo nove vezes, mas não balançou as redes.

Natural de Barbalha (CE), Arthur Caíke do Nascimento Cruz foi revelado pelo Iraty e acumula passagens por Paraná, Coritiba, Londrina e Flamengo. Se destacou no Santa Cruz, em 2016, quando eliminou o Bahia na semifinal da Copa do Nordeste e levantou a taça regional, assim como o Pernambucano. Ele também foi um dos destaques da Série B de 2014, pelo Atlético Goianiense, terminando a competição entre os cinco maiores artilheiros do campeonato, com 12 gols. Chegou ao futebol árabe em agosto de 2018 e, até janeiro de 2019, marcou 6 gols em 15 jogos. A transferência internacional aconteceu após ser um dos principais nomes da Chapecoense por uma temporada e meia, com título catarinense e vaga à Taça Libertadores, em 2017.

VEJA TAMBÉM

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*