Velho conhecido da torcida do Bahia anuncia aposentadoria aos 35 anos

"Estou há quase um ano sem jogar profissionalmente", disse

Foto: Felipe Oliveira / Agência Estado

Com passagens pelo Esporte Clube Bahia, uma delas sendo peça importante na conquista do acesso à Série A após sete anos longe da elite, o meia Morais anunciou nesta sexa-feira (12) que está pendurando as chuteiras. O alagoano, de 35 anos, estava no Confiança desde o começo de 2020, mas não chegou a atuar pela equipe sergipana e como está há quase um ano sem jogar profissionalmente, decidiu parar de vez. Em entrevista ao Globoesporte.com, o agora ex-jogador relembrou o início da carreira, saindo aos 13 anos das categorias de base do CRB para o Vasco da Gama, revelou que sofreu muio preconceito por ser nordestino, ao chegar no Rio de Janeiro. Porém, nunca se abateu e batalhou para buscar o seu respeito.

 

“Estou me aposentando de vez. Desde o início da temporada, não joguei, agora veio essa parada e achei melhor parar. Estou há quase um ano sem jogar profissionalmente. [Fica a] Gratidão. Realizei um sonho, saí cedo de casa, abri mão de muita coisa e deu certo. Então fica a gratidão a todos que me ajudaram porque sozinho eu não conseguiria ir em lugar nenhum. Gratidão aos treinadores que me escalaram, esse é o meu sentimento maior […] Saí aqui de Maceió, sofri preconceito grande. Ao chegar no Rio de Janeiro, o pessoal chama logo de Paraíba, todo mundo é Paraíba. Mas com o passar do tempo você vai buscando o seu respeito. Mas isso é com muita luta, sustentação de Deus e ajuda de muita gente também.”

Ao longo da carreira, Morais trabalhou com dezenas de técnicos. Perguntado qual foi o que mais marcou, o meia foi rápido na resposta. “O maior treinador com quem trabalhei foi o Renato Gaúcho. Trabalhei dois anos com ele no Vasco e ele me deixava muito à vontade, me passava muita confiança, então eu não tinha medo de errar, ele me dava muita liberdade. Foi o cara que mais mais ajudou.”, disse.

Natural de Maceió (AL), Manoel Morais Amorim foi revelado nas categorias de base do CRB e saiu de Alagoas aos 13 anos para jogar no Vasco da Gama. Já defendeu também Atlético-PR, Corinthians, Atlético-MG, Criciúma, América-RN, CRB, São Bento, Botafogo-SP, Brasiliense. Contratado pelo Bahia em maio de 2010, Morais demorou a deslanchar no tricolor. Sofreu uma lesão logo de início e quando retornou encontrou dificuldades, mas deu a volta por cima e se tornou peça-chave do time que conquistou o acesso à Série A. Com aboas atuações, voltou ao Corinthians com grande expectativa, mas em 2012 foi novamente emprestado ao Bahia. No total, foram 47 jogos e 4 gols marcados pelo tricolor baiano. Na carreira, conquistou dois Brasileiros (sendo um da Série B), uma Copa do Brasil, além de campeonatos Paulista, Mineiro e Baiano.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*