Volante celebra permanência no Bahia e comenta disputa pela titularidade

Ramon está emprestado ao Bahia até dezembro de 2020

Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

Um dos destaques do extinto time de transição, que era comandado pelo técnico Dado Cavalcanti e vinha liderando o Campeonato Baiano de forma invicta, porém, teve o projeto interrompido por conta da pandemia do coronavírus que paralisou todas as competições há quase dois meses, o meio-campista Ramon foi promovido ao elenco principal e ficará a disposição do técnico Roger Machado assim que as atividades no CT Evaristo de Macedo forem retomadas. Ele falou sobre o longo período de atividades em casa e admitiu que a vontade de jogar e treinar é muito grande, porém, prega cautela quanto ao processo de retomada às atividades em grupo.

 

“Estamos recebendo os treinos dentro de um grupo virtual, com acompanhamento do pessoal da comissão, mas é bem diferente daquilo que estávamos acostumados […] Ficamos ansiosos querendo jogar, até sonhar que estou atuando já sonhei. Nós precisamos manter a calma, seguir preservando vidas para não sair ainda mais prejudicados. Quando tudo se acalmar, se ajeitar, todos saberão o momento certo de voltar a jogar”, disse.

Ramon aproveitou para agradecer, não só aos companheiros, mas também ao torcedor pelo modo como foi acolhido nos primeiros meses defendendo o Esquadrão. Emprestado pelo Internacional até dezembro de 2020, o jogador celebrou a permanência no clube após o fim do sub-23 e afirmou que no final do ano vai sentar para definir o futuro. “Eu me senti muito bem no Bahia. Foi um clube que me recebeu muito bem. Tanto os jogadores, quanto todos os profissionais que trabalham no clube. Quero permanecer aqui até o fim do meu contrato e, chegando lá no fim, a gente vai sentar e ver o que pode fazer, sendo o melhor para o Ramon jogador e o melhor para o Bahia”.

Ramon também falou sobre a disputa pela titularidade no time principal, tendo que disputar com Flávio, Gregore e Ronaldo, além de Edson que também foi promovido ao principal. “A briga por posição no futebol é algo muito normal. A gente entende isso e é uma briga sadia. Nos treinamentos e nos jogos o professor vai tomar decisões, mas durante a temporada a gente vai precisar de todo mundo e todo mundo tem que estar no mais alto nível para poder ajudar o Bahia e fazer um grupo forte”, finalizou.

Natural de Limeira, Ramon Rodrigo de Carvalho tem 22 anos e iniciou a carreira nas categorias de base do Desportivo Brasil e ainda teve uma rápida passagem pela base do Palmeiras antes de chegar ao Internacional. No time gaúcho, atuou nas equipes de base e aspirantes, sendo emprestado ao Vila Nova-GO em 2019. Atuou em 40 partidas pela equipe goiana e anotou dois gols. Apesar do rebaixamento do Vila Nova à Série C, Ramon teve bastante regularidade e chamou a atenção do Bahia com a ajuda do DADE. Foram cinco jogos pelo Esquadrão no Campeonato Baiano e dois gols marcados.

Deixe seu comentário

1 Trackback / Pingback

  1. Volante emprestado ao Bahia é especulado no Sevilla; Empresário nega procura

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*