Ronaldo trabalha forte e mira espaço no time do Bahia após quarentena

"quero jogar o máximo possível", disse o jogador

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia / Divulgação

De férias até o dia 20 de abril, com possibilidade de prorrogação por mais 10 dias, o elenco do Esporte Clube Bahia segue trabalhando durante a quarentena em razão da pandemia do coronavírus que paralisou todas as competições no futebol brasileiro há quase um mês. O volante Ronaldo aproveita o tempo em casa para curtir a família, algo difícil para ele durante a temporada, no entanto, ele também trabalha de forma intensa e fala em busca a titularidade no time tricolor após o fim do isolamento e o retorno das atividades. Emprestado pelo Flamengo, Ronaldo atualmente é reserva imediato dos volantes Flávio e Gregore.

 

“Sou como todo jogador: quero jogar o máximo possível. Sempre vou respeitar as decisões do treinador e os meus companheiros, mas estou muito motivado para retornar dessa quarentena lutando ainda mais forte por mais chances nos jogos. Estou tentando ver essa paralisação como uma oportunidade de me preparar ainda melhor, revigorar o corpo e a mente, e chegar voando quando tudo for retomado. Estou aproveitando a quarentena para ficar um pouco ao lado da minha família. Raramente tenho tanto tempo para ficar ao lado deles. Isso, inclusive, tem sido muito bom para mim. Me dá tranquilidade e muita motivação para seguir brigando pelo meu espaço na equipe”, continua.

Os jogadores do Bahia vêm recebendo treinos programados pela comissão técnica, mas que não serão obrigatórios, já que os atletas estarão em período de descanso.

“A gente vive um momento de adaptação. É assim com relação aos cuidados contra o coronavírus, e é assim na hora de treinar. Fazer qualquer atividade dentro de casa não é o ideal, mas já me adaptei e venho seguido os exercícios que o clube passou. Tenho treinado da forma que dá. A questão é adaptação. Faço as atividades aqui dentro de casa mesmo, afastando as coisas para o lado, aproveitando os espaços. O clube passou algumas atividades, e eu procuro seguir. Treinar dentro de casa não é o ideal, mas em um momento como esse o importante é estar focado e seguir trabalhando da melhor forma possível”, continua o volante.

 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*