Gilberto escala time com os melhores com quem já atuou e elogia Zé Rafael

Camisa 9 elogiou Zé Rafael e torce por volta do meia ao Bahia

Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

Artilheiro e um dos principais jogadores do Esporte Clube Bahia, o atacante Gilberto teve a missão de escalar o time com os melhores jogadores com quem ele já atuou ao longo da carreira, em entrevista ao programa ‘Fora de Jogo’, no Instagram do Esporte Interativo. O jogador – que tem contrato com até o final de 2021 – escalou alguns atletas do atual elenco tricolor, caso do lateral-direito Nino Paraíba, do lateral-esquerdo Juninho Capixaba, do volante Gregore e do meia-atacante Élber. Ele também citou Edigar Junio como um jogador que poderia tirar sua titularidade mesmo em sua própria escalação. Além disso, não poupou elogios a Zé Rafael, ressaltando a importância do meia na sua chegada ao Tricolor em 2018, e afirmou que torce pelo retorno do atleta ao Tricolor.

 

O time armado por Gilberto teve: Júlio César; Nino Paraíba, Rodrigo Caio, Rodrigo Moledo e Juninho Capixaba; Gregore, Bruno Henrique, Élber e Zé Rafael; Defoe e Gilberto (Edigar Junio). Técnico: Roger Machado.

Sobre Zé Rafael… “A gente queria muito que ele voltasse para o Bahia. É meu narigudo preferido: Zé Rafael. Ele me ajudou muito quando eu cheguei. Apesar de ser conhecido no futebol, é importante ter o respaldo do time, do melhor jogador. Então o Zé Rafael é um cara que fez muito por mim quando eu cheguei (em 2018). Me deu oportunidade de ajudar. Aquele cara é um fenômeno jogando bola. Quando ele domina e vira, não dá para parar. Na hora que ele chegava na cara do gol, eu sabia que ele iria tocar para o lado”, disse Gilberto.

O atacante Gilberto está no Bahia desde o segundo semestre de 2018, quando chegou para vestir a camisa 9, e até aqui já marcou 45 gols em 93 jogos com a camisa tricolor. Em fevereiro, superou Edigar Junio que jogou no Esquadrão de 2016 até 2018 e marcou 44 gols em 141 jogos, e hoje atua no Yokohama Marinos. Artilheiro da Copa do Nordeste com 4 gols e artilheiro da Sul-Americana com 3 gols, Gibagol – como é chamado pela torcida – caminha também para alcançar feitos de outros grandes artilheiros da história do Bahia. O centroavante está a cinco gols de igualar Zé Carlos, meia-atacante que foi campeão brasileiro em 1988, e balançou as redes 50 vezes e ocupa a 36ª posição da lista de artilheiros. Outro jogador histórico que Gilberto está perto de alcançar é o ex-atacante Robgol, que está na 31ª posição da lista de artilheiros do Tricolor com 53 gols.

Gilberto se declara ao Bahia, elogia Rodriguinho e exalta trabalho de Roger

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*