Vaiado pela torcida, Douglas admite momento difícil individualmente

"Eu entendo a vaia da torcida, pelo resultado", disse

Um dos destaques do time do Bahia na temporada passada, o goleiro Douglas não vive um bom momento em 2020. Na quarta-feira, foi criticado pelo gol sofrido contra o River-PI que culminou com a eliminação precoce na Copa do Brasil. Neste sábado, voltou a ser vilão e sempre que pegava na bola, era vaiado pela torcida tricolor. O arqueiro tomou um gol do meio da rua em cobrança de falta do lateral-esquerdo Thiago Carleto em um lance defensável e no segundo tento, não saiu do gol após cobrança de escanteio e permitiu que Vico, livre na pequena área, marcasse o segundo. Após a partida, ele falou sobre as vaias e o momento difícil.

 

“Individualmente, é um momento difícil. Eu entendo a vaia da torcida, pelo resultado, pelo meu desempenho […] Hoje está sendo um dia difícil. Mas sou um homem de 31 anos, tenho uma família, tenho uma história. Essa partida não me define. Eu tenho essa convicção. E vou seguir com as minhas convicções. Não tem nada de errado comigo. Nada de errado com o trabalho. Faz parte. Todos nós passamos por momentos difíceis”, disse.

Com o resultado, o Bahia que foi eliminado na primeira fase da Copa do Nordeste em 2019, segue com 4 pontos na atual edição e fora do G-4, ocupando o sexto lugar, enquanto o Vitória conquista seu primeiro triunfo no ano e assume a liderança do Grupo B agora com 5 pontos.

O próximo compromisso do Esporte Clube Bahia é na quarta-feira (12), contra o Nacional do Paraguai, às 21h30, novamente na Arena Fonte Nova, pelo jogo de ida da primeira fase da Copa Sul-Americana, certamente com muitos protestos por parte da torcida tricolor. Já o Esporte Clube Vitória, na terça-feira (11), tem decisão pela Copa do Brasil, às 21h30, contra o Imperatriz, no Maranhão, precisando pelo menos de um empate para avançar à segunda fase.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*