Rodriguinho fala sobre a “camisa 10” e projeta conquistas no Bahia

"Expectativa sempre existe em torno dessa camisa", disse

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Anunciado e apresentado nesta segunda-feira, o meia Rodriguinho falou pela primeira vez como novo reforço do Esporte Clube Bahia, em entrevista na sala de imprensa do CT Evaristo de Macedo. Anunciado com a responsabilidade de vestir a camisa 10 do Esquadrão, o jogador garantiu que chega ansioso para suprir essa necessidade. Bicampeão brasileiro pelo Corinthians, o atleta chegou em definitivo após rescindir com o Cruzeiro, assinou até 31 de dezembro de 2021 e o Bahia ainda ficou com 40% de seus direitos econômicos.

 

“Expectativa sempre existe em torno dessa camisa. Já me passaram que o pessoal vem cobrando há bastante tempo um camisa 10, não desrespeitando os companheiros que têm muita qualidade. Chego ansioso para suprir essa necessidade, fazer o meu melhor e ser respeitado pelo trabalho dentro de campo. Espero que seja um ano de conquistas”, declarou.

O novo reforço tricolor falou sobre os motivos que o fizeram escolher o Bahia, mesmo com outras propostas. “O Bahia tem um poder econômico bem interessante no momento, uma estrutura muito boa, um time competitivo, um treinador de respeito e me deu uma estabilidade maior na carreira, um contrato de dois anos com possibilidade de mais um”, afirmou.

Rodriguinho também respondeu sobre as funções que pode desempenhar em campo em diferentes formações táticas. “Já joguei tanto no tripé quanto como um 10 centralizado e flutuando. Como segundo atacante também já joguei. Quanto a isso é bem tranquilo para poder desempenhar essas funções. Roger é muito experiente e inteligente, sabe onde eu posso ter uma melhor performance. Vamos conversar e resolver o que ele quer que eu desempenhe da melhor forma”, explicou.

 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*