Diante do momento do Bahia, Vitória é o favorito para vencer o Ba-Vi?

Esquadrão vem de eliminação e Vitória busca 1º triunfo no ano

FOTO: MAURICIA DA MATTA / EC VITÓRIA

Acontece neste sábado, dia 8, e só Deus sabe por que não no domingo (data tradicional dos grandes clássicos, especialmente na Bahia onde temos apenas um), o primeiro BA-VI do ano de 2020. O jogo acontece às 18h, na Arena Fonte Nova, valendo pela terceira rodada do Copa do Nordeste. Futebol se desenvolve em campo onde conhecemos os seus resultados, no entanto, essa partida de hoje se acontece semanas atrás, era fácil apontar com uma boa margem de segurança para o acerto que o Esporte Clube Bahia seria o grande favorito para vencer, apesar de o jogo ter status de clássico e como dizem os filósofos do futebol: clássico não tem favorito. No entanto, a situação mudou completamente com os acontecimentos desta semana que podem influenciar diretamente para um resultado diria até inesperado (para muitos) no clássico que terá apenas tricolores pela recomendação do Ministério Público da Bahia de manter torcida única.

 

Antes da temporada iniciar, o Bahia até então festejado, time de Série A, orçamento nas alturas, contratações de jogadores experimentados, portanto, conhecidos, torcedor entusiasmado, especialmente com a inauguração do Novo CT com uma estrutura fantástica, ou seja, repleto de expectativas para o ano que acabou de iniciar. Já no outro canto do córner, um Esporte Clube Vitória que encerrou 2019 murcho e acuado, ainda buscando reavivar os cores vermelha e preta completamente desbotada pelo passado recentemente, diante de administrações desastrosas dos antigos presidentes, e após a chegada de Paulo Carneiro, com sérios problemas financeiros, lutou com unhas e dentes para se agarrar, apenas como prêmio de consolação, na renovação de mais um período no Campeonato Brasileiro da Série B, aliás, competição que acessou no ano passado listado como um dos favorito.

No entanto, quando a bolo rolou o que era expectativa ganhou contorno de realidade, é verdade, uma realidade inicial, ainda assim o quadro se modificou complemente mesmo em pouco tempo. Com a permanência do técnico Geninho, somado com MODESTAS, mas novas contratações, foi aplicado uma espécie de “Vanish” e o Leão foi aos poucos readquirindo novamente as suas cores vibrantes e o respeito por si mesmo foi se restabelecendo e, se entraria anteriormente no jogo morto e acabado, agora com novo status entra no BA-VI revigorado e com amplas chances de vencer a partida. Não que o Leão não se transformou em MUITO após um dose cavalar de algum elixir da qualidade, e sim, porque o adversário, o Esporte Clube Bahia, considerando a realidade atual e que já podemos observar, mostrou muito pouco para assustar, e se não assustou o River-PI, não irá assustar o Vitória.

Aliás, o Bahia até aqui ainda não mostrou nada de diferente daquele time do segundo turno do Campeonato Brasileiro. Empatou com o Santa Cruz, que disputa a Série C, venceu com dificuldades o Imperatriz (também de Série C) por 2 a 0 jogando um com jogador a mais durante boa parte do jogo e por último, foi eliminado da Copa do Brasil pelo tímido River do Piauí, integrante da Série D do Brasileiro, eliminação essa que mexeu bastante com os torcedores que ainda nem engoliram a queda de rendimento na reta final da Série A, e com esse novo vexame, retornam todos os outros do passado, como a derrota para o Liverpool-URU na 1ª fase da Sul-Americana em 2019, para o Sampaio Corrêa (na final do Nordestão de 2018) e na primeira fase do Nordestão de 2019 novamente para o time maranhense.

Já o Esporte Clube Vitória ainda não venceu em 2020, mas vem de dois bons jogos contra duas equipes cascudas e de Série A, consideradas como candidatas ao título da Copa do Nordeste (Fortaleza e Sport-PE) e entra no BA-VI motivado e querendo se aproveitar do lado psicológico do adversário para, quem sabe, encerrar o incômodo jejum de 12 jogos sem vencer o clássico. Esse TABU talvez seja o único lado positivo do Bahia neste momento, porém, vale lembrar que no ano passado, o tricolor não conseguiu vencer o rubro-negro nos dois jogos disputados, ambos na Fonte Nova, um pelo Campeonato Baiano e outro pela Copa do Nordeste, ainda que tivesse entrado em campo como FRANCO favorito até para repetir a goleada de 2018, mas somente empatou. Ainda se apegando aos números, nos últimos 20 jogos, o Bahia de Roger só venceu 4. Diante desse cenário atual que se transformou o BA-VI, podemos apontar o Vitória como o favorito para vencer o clássico?

 

Deixe seu comentário

1 Comentário

  1. Lógico, Vicetória é favorito. Papai Noel existe.
    O Idiota ali do facebook falando que o BAHIA vai cair pra série B… acorde e pare de usar psicotrópicos… o VICETÓRIA É TIME DE SÉRIE B, TEM ELENCO DE SÉRIE B E DÍVIDAS!

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*