Dado vê empate do Bahia como justo e explica escolha por Fernando

"Nós não matamos. Foi justo o gol que nós tomamos"

Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

O Esporte Clube Bahia teve tudo para emplacar o terceiro triunfo consecutivo e se manter na liderança isolada do Campeonato Baiano, no entanto, após abrir o placar com gol do zagueiro Ignácio ainda no primeiro tempo, criou inúmeras chances para matar o jogo e não fez, sendo castigado nos minutos finais com o gol do Jacuipense, decretando o empate por 1 a 1 no Estádio Metropolitano de Pituaçu. Após a partida, o técnico Dado Cavalcanti foi “curto e grosso” ao analisar a atuação da equipe. Para o treinador, faltou ao time ser mais competente para matar o jogo e o resultado acabou sendo justo.

 

“Nós tivemos várias chances de matar o jogo. Antes mesmo de fazer 1 a 0 já criamos oportunidades de fazer gols. Depois de 1 a 0, nós criamos oportunidades de fazer gol. No começo do segundo nossa equipe voltou muito bem, em cinco minutos já tínhamos criado três chances e ainda houve o gol anulado de Fernandão. Acredito piamente de que deveríamos ser mais competentes quando tivemos a chance de matar o jogo. Nós não matamos. Foi justo o gol que nós tomamos. Infelizmente é necessário fazer esse julgamento pela atuação nossa naquele momento que nós tomamos o gol”, afirmou na entrevista coletiva.

Dado também explicou a escolha por Fernando, que retornou ao time sub-23 após servir o grupo principal. “A entrada do Fernando eu encaro como natural de uma atleta que foi cedido para a equipe principal, que retornou de uma sessão que fizemos. Na coletiva passada, fiz uma comparação e, lógico, guardadas das devidas proporções, como se um atleta nosso fosse convocado para uma seleção ou outra condição superior. Nessa pausa, Claus fez bons jogos. Mas o atleta que foi cedido retornou. Como eu não tinha feito uma troca técnica, entendi que o Fernando voltaria numa boa. Fazendo um parêntese, Fernando fez um bom jogo, boa atuação, participação efetiva em campo”, explicou.

Com o resultado, o Tricolor chega aos 8 pontos e deixa liderança do Baianão, agora pertencente ao Atlético de Alagoinhas que também tem 8, mas leva a melhor no critério dos gols marcados. O Vitória, que venceu o ECPP, é o terceiro, enquanto o Jacuipense fecha o G-4. O próximo compromisso do time de transição do Esporte Clube Bahia é no próximo domingo (09/02), em duelo contra o Jacobina, às 16h, no Estádio José Rocha, no município de Jacobina. O Jacuipense, por sua vez, só volta a campo no dia 16, um domingo, às 16h, para enfrentar a Juazeirense, no Estádio Adauto Moraes, em Juazeiro.

Melhores momentos de Bahia 1 x 1 Jacuipense pelo Campeonato Baiano

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*