Além de Diego Cerri, Atlético-MG cogita ex-diretor do Palmeiras

Alexandre Mattos será dirigente em clube inglês

Após a demissão de Rui Costa, o Atlético Mineiro em busca de um novo diretor de futebol. O nome preferido é de Diego Cerri, no entanto, a cúpula alvinegra admite dificuldades para tentar contratar o dirigente que no final do ano passado recusou uma proposta do Palmeiras para seguir no Esporte Clube Bahia, onde está desde 2016, contratado ainda na gestão de Marcelo Sant’Ana. Segundo o jornalista Paulo Vinícius Coelho (PVC), em seu Blog no site globoesporte, outro alvo do Galo é Alexandre Mattos, que fez sucesso no rival Cruzeiro e foi demitido do Palmeiras no ano passado. Ele será dirigente do Reading, na Inglaterra, portanto, não seria uma negociação fácil e nem barata.

 

Para a vaga do técnico Dudamel, investidores do Atlético-MG gostariam de ter Fábio Carille como técnico, que foi apresentado recentemente no Al Ittihad. Outro nome possível seria o de Mano Menezes, que já deixou claro que não pretende assumir nenhum trabalho no Brasil neste momento. O presidente Sergio Sette Camara garante que não pensou ainda em nenhum nome e só começará a buscar o mercado a partir da tarde desta quinta-feira(27). O Atlético vai para seu terceiro diretor-executivo e para seu sexto treinador em pouco mais de dois anos de gestão de Sette Camara.

Diego Cerri tem 45 anos e chegou ao Bahia em agosto de 2016. No tricolor, ele montou o time que conquistou o acesso à Série A daquele ano e faturou a Copa do Nordeste de 2017. Antes disso, também levantou o troféu do torneio regional com o Ceará em 2015, batendo o próprio Esquadrão. Outros trabalhos de destaque foram à frente do Red Bull Brasil, de 2010 a 2012, e no Grêmio Barueri/Prudente, de 2007 a 2020. Além do departamento de futebol, Cerri também já desempenhou funções dentro da comissão técnica durante suas passagens pelos Estados Unidos e Emirados Árabes Unidos.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*