Volante do Bahia com grande expectativa para a disputa da Copa do Nordeste

Gregore mira o título da competição em 2020

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Após o time de transição estrear com empate em 1 a 1 contra a Juazeirense no Estádio Adauto Moraes, agora é a vez do time principal do Esporte Clube Bahia fazer sua estreia na temporada. No sábado, às 16h, a equipe de Roger Machado enfrenta o Santa Cruz, no Estádio do Arruda, em Recife (PE). Um dos destaques do Esquadrão, inclusive, sendo cobiçado por clubes do Brasil e outro dos Estados Unidos que ofereceu R$ 17 milhões, proposta que acabou recusada, o volante Gregore falou sobre a grande expectativa para a primeira partida pelo torneio e destacou a importância de conquistar o Nordestão esse ano.

 

“Estamos com a expectativa grande para a disputa da Copa do Nordeste. É um campeonato que está ganhando cada vez mais espaço e será muito importante voltar a conquistar um título de expressão como esse. Nosso elenco conseguiu se reforçar e manter a maioria dos jogadores, isso é muito importante. Temos que dar sequência ao trabalho feito ano passado e vamos buscar uma vaga na Libertadores, pelo Brasileirão ou Sul-Americana. (…) Estamos nos preparando e treinando forte para chegar ainda melhor do que ano passado. Quase alcançamos a vaga na Libertadores em 2019 e vamos dar nosso máximo para chegar longe em todas as competições nesta temporada”, falou Gregore.

Gregore chegou ao Bahia como uma aposta após defender o Santos no Campeonato Brasileiro de Aspirantes em 2017, emprestado pelo São Carlos-SP até o final de 2018, no entanto, despontou rápido o que fez com que a diretoria tricolor adquirisse o seu passe em definitivo em maio do ano passado, desembolsando R$ 1 milhão por 50% dos direitos econômicos. Depois, o Bahia acabou comprando mais 40% dos direitos econômicos do camisa 26 (sem revelar valores) passando a ter 90% dos direitos. Seu contrato com o Esquadrão de Aço é válido até 2021. Em duas temporadas, o volante já disputou 114 jogos pelo Esquadrão de Aço (63 em 2018 e 51 em 2019), mas não marcou nenhum gol.

 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*