Ex-Bahia, Renê Júnior e Gabriel reforçam o Coritiba na temporada 2020

Jogadores tiveram boas passagens pelo Bahia

Dois velhos conhecidos da torcida do Esporte Clube Bahia, o volante Renê Júnior e o meia-atacante Gabriel vão reforçar o Coritiba na temporada 2020. Apesar de não terem sido anunciados oficialmente, os nomes de ambos os jogadores aparecem na lista vazada nas redes sociais com os jogadores que se apresentarão ao clube esta semana. Renê chega por empréstimo do Timão, enquanto Gabriel está livre no mercado após os contratos com o Flamengo e com Kashiwa Reysol, do Japão, chegarem ao fim em 31 de dezembro. O jogador, de 29 anos, disputou 22 jogos e marcou um gol no time japonês. No ano anterior, ele tinha feito 47 jogos e seis gols pelo Sport. Já o volante sofreu com as lesões no clube paulista e atuou apenas 9 vezes (oito em 2018 e um em 2019). O Coxa também negocia com o zagueiro Rhodolfo, ex-Flamengo, e sonha com Guerra, do Palmeiras, e Berrío, do Fla.

 

Revelado pelo Bahia, o meia-atacante Gabriel foi vendido ao Flamengo em 2013, na gestão de Marcelo Guimarães Filho, após se destacar no Brasileiro de 2012. Lembrando que ele não teve passagem pela base, surgiu nos babas do antigo presidente que o trouxe para jogar no clube após mostrar ter muito talento. Gabriel atuou no clube carioca de 2013 à 2017, acumulando altos e baixos, mas nunca se firmando como titular. No total, foram 205 jogos e 22 gols marcados. Em 2018, foi emprestado ao Sport-PE, atuando 47 vezes e balançando as redes 6 vezes. De volta de empréstimo do Sport-PE e fora dos planos do Flamengo para a temporada 2019, o jogador foi repassado ao Kashiwa Reysol, do Japão.

Natural do Rio de Janeiro (RJ), Renê dos Santos Junior tem 30 anos e deu os primeiros passos no futebol nas divisões de base do Estácio de Sá e do Madureira-RJ. Acumula passagens ainda por Figueirense, Democrata-GV, Salgueiro, Mogi Mirim, Ponte Preta até chegar aos Santos em 2013. No ano seguinte, foi contratado pelo Guangzhou Evergrande, da China, ficando no futebol chinês duas temporadas e retornando ao Brasil em 2016 para defender a Ponte Preta. Em setembro de 2016, foi emprestado ao Bahia, onde se destacou, porém, no ano seguinte. Após atuar 9 vezes em 2016, ele se firmou como titular em 2017, entrando em campo 48 vezes e marcando 5 gols. Chamou a atenção do Corinthians que o contratou, no entanto, no Timão conviveu com as lesões e só atuou 9 vezes em duas temporadas (2018-2019).

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*