Douglas critica árbitro após expulsão e elogia ‘goleiro’ Fernandão

Copa do Nordeste: Goleiro do Bahia foi expulso nos minutos finais

Foto: Reprodução

O Esporte Clube Bahia estreou na Copa do Nordeste neste sábado empatando com o Santa Cruz, por 0 a 0, no Estádio do Arruda. O time tricolor quase se complicou nos minutos finais. Aos 42 minutos do segundo tempo, a zaga cochilou e Douglas teve que sair da área para evitar o gol de Patrick Nonato. O árbitro enxergou falta do arqueiro e aplicou o vermelho direto. Como Roger já havia feito as três substituições, sobrou para o centroavante Fernandão assumir a condição de goleiro por alguns minutos e trabalhou impedindo o gol do time pernambucano. Após a partida, Douglas falou sobre o lance, discordou da expulsão e criticou o critério utilizado pelo juiz.

 

“Cara, olha, acho que quem acompanhou na televisão viu que foi lance normal de jogo, cheguei antes e tirei a bola. Não dei carrinho para não ter risco de lesão. O juiz viu o lance, viu que eu toquei na bola, mas quis me expulsar. Não entendi o critério dele”, contou o goleiro.

Douglas também elogiou Fernandão, e lamentou a ausência na próxima partida que terá Anderson como substituto. “[Fernandão] sempre brinca no rachão. Acredito que pela partida que a gente fez hoje, não merecia sair daqui derrotado diante de um lance esporádico contra uma equipe que tem tempo maior de treinamento, jogos a mais. Foi um bom teste. A gente fica triste por não poder dar continuidade na terça-feira, mas o Anderson está bem preparado para entrar e a gente vencer o jogo de terça-feira.”, disse.

Quem também elogiou Fernandão foi o atacante Gilberto: “Grande defesa. Nada se compara ao nosso goleiro titular e ao Anderson. A gente brinca. Quando tem oportunidade, tem que fazer o máximo. Fernandão graças a Deus salvou nosso time. Jogamos bem, isso é o mais importante. Faltou uma coisinha a mais para sair o gol. Fica o empenho, a dedicação. A torcida por hoje viu que o Bahia subiu de nível e vai almejar coisas grandes”, disse Gilberto em entrevista à Rádio Metrópole.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*