Série A: Bahia se perdeu no meio do caminho e ainda tenta se encontrar

Esquadrão não vence desde o dia 16 de outubro, quando bateu o Grêmio

Foto: Vinícius Costa/BP Filmes

16-10-2019. Esta é a data da última vez que o Esporte Clube Bahia venceu no Campeonato Brasileiro da Série A, quando derrotou o Grêmio, por 1 a 0, em Porto Alegre, com gol de pênalti marcado por Arthur Caíke nos minutos finais. Aquele triunfo encerrou uma sequência de três jogos sem vencer na competição e colocou o Esquadrão novamente próximo do G-6, além de ter sido muito elogiado, especialmente o técnico Roger Machado que foi defendido por toda imprensa das críticas de Renato Gaúcho. No entanto, depois desse dia tudo mudou e parece que o time de Roger Machado simplesmente se perdeu, desfocou, afrouxou, entrou em um labirinto e ainda não sabe como sair de lá. Diante disso, o principal objetivo que era a vaga na Libertadores foi transformado em “alcançar a melhor campanha do time na era dos pontos corridos”, porém, a meta na verdade é se reabilitar nessa reta final e conseguir a vaga na Sul-Americana (que ainda não está garantida) para terminar o ano de uma forma menos melancólica possível.

 

A queda de rendimento e consequentemente de aproveitamento é inexplicável. Muitos acreditam em racha no elenco, outros que a diretoria não aceitou pagar um “bicho” maior aos jogadores, talvez o primeiro turno tenha sido atípico e no segundo turno quando todos os clubes focaram 100% no Brasileirão, tudo voltou a realidade. É difícil apontar uma direção, do porque aconteceu essa derrocada. A diretoria nega problemas internos e banca o técnico Roger Machado para 2020, inclusive, já começaram o planejamento. No entanto, o ano de 2019 que tinha tudo para terminar de uma forma brilhante, com uma vaga na pré-Libertadores que mudaria o patamar do Bahia em 2020, simplesmente caminha para terminar pior até mesmo do que no ano passado e fora do G-10, tratado pela diretoria como a grande meta.

Daquele triunfo contra o Grêmio para cá, foram 9 jogos, com cinco derrotas e quatro empates, sequência tão ruim que só não supera o lanterna Avaí. Apenas um triunfo nos últimos 13 jogos. Neste domingo (01/12), o Esporte Clube Bahia tentará encerrar o jejum. O adversário será o CSA, em partida que começa às 18h no Estádio Rei Pelé, em Maceió. O time alagoano, com o triunfo sobre o Cruzeiro, chegou aos 32 pontos ocupando o 18º e ainda com chances de se salvar. A distância para o Ceará, primeiro fora do Z-4, é de cinco pontos. A Raposa aparece na 17ª posição com 36.

O Esquadrão, por sua vez, não vence há nove rodadas e ao empatar com o Atlético-MG na rodada passada, caiu para o 11º lugar com 45 pontos, sendo ultrapassado pelo Fortaleza que venceu o Santos por 2 a 1 no Castelão. Se vencer e contar com tropeço do Fortaleza diante do Goiás, o Bahia termina a rodada no 10º lugar. Porém, se perder corre o risco de cair duas posições, na hipótese de triunfos de Vasco e Atlético-MG.

Para enfrentar o CSA, o técnico Roger Machado conta com os retornos do lateral-direito João Pedro e do meia Alejandro Guerra, que retornam de suspensão. Desfalques: O volante Elton segue em sua rotina de transição física e ainda sem data para retorno. Já o atacante Rogério, o lateral-esquerdo Giovanni e o meia-atacante Marco Antônio continuam em tratamento de suas respectivas lesões e também desfalcam o Esquadrão de Aço. A provável escalação do Bahia tem: Douglas; Nino Paraíba, Wanderson, Juninho e Moisés; Gregore, Flávio e João Pedro; Élber, Artur e Gilberto.

 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*