Palmeiras demite Mattos e diretor do Bahia surge entre os cotados para a vaga

Diego Cerri é um dos três nomes na lista de interesse do Verdão

Foto: Fabio Menotti/Palmeiras

Após demitir o técnico Mano Menezes depois da derrota para o Flamengo por 3 a 1 neste domingo no Allianz Parque, o Palmeiras também anunciou a saída do diretor de futebol Alexandre Mattos, que estava no clube desde 2015. Antes de buscar o novo treinador, o presidente Maurício Galiotte quer contratar um executivo. Os nomes de Paulo Autuori (ex-Santos), Diego Cerri (Bahia) e Paulo Pelaipe (Flamengo) agradam a cúpula palmeirense. Thiago Scuro, do Red Bull Bragantino, foi procurado, mas recusou, de acordo com informação do jornalista Jorge Nicola, ao Yahoo Esportes. O atual gerente de futebol, Cícero Souza, vai permanecer no cargo.

 

Thiago Scuro está à frente do projeto do Bragantino Red Bull, campeão da Série B do Brasileirão, e foi procurado pela diretoria do Palmeiras. O dirigente, porém, já sinalizou que não deve aceitar o convite. Segundo informação do portal UOL, Scuro acertou a renovação com o clube do interior até 2023. Lá, ele atua como CEO e tem carta branca para agir. O dirigente deve ter um orçamento geral de cerca de R$ 200 milhões para trabalhar na próxima temporada e a expectativa é de chegar ao menos até a Copa Sul-Americana. Um dos cotados agora é o diretor Diego Cerri, que está no Bahia desde 2016, contratado ainda na gestão do ex-presidente Marcelo Sant’Ana.

 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*