Jornalista diz que Cerri recusou convite do Palmeiras e segue no Bahia

Palmeiras fez uma sondagem pelo diretor para o lugar de Mattos

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Cotado no Palmeiras para assumir o lugar de Alexandre Mattos, demitido no último domingo junto com o técnico Mano Menezes após derrota para o Flamengo, o diretor de futebol do Esporte Clube Bahia, Diego Cerri, deve permanecer no Fazendão na temporada 2020. Segundo informação divulgada pelo jornalista Daniel Dórea, do jornal A Tarde, o dirigente tricolor recebeu uma sondagem, mas decidiu ficar no Fazendão, onde está desde 2016, contratado ainda na gestão do ex-presidente Marcelo Sant’Ana. Cerri chegou para ser gerente de futebol, porém, com a saída de Nei Pandolfo no início de 2017, ele foi promovido a diretor de futebol.

 

Antes de buscar o novo treinador, o presidente Maurício Galiotte quer contratar um executivo. Outros nomes que agradam a cúpula palmeirense são Paulo Autuori (ex-Santos) e Paulo Pelaipe (Flamengo). Antes de procurar Diego Cerri, o Palmeiras fez uma proposta por Thiago Scuro, do Red Bull Bragantino, no entanto, o dirigente recusou, de acordo com informação do jornalista Jorge Nicola, ao Yahoo Esportes.

Segundo informação do portal UOL, Scuro acertou a renovação com o clube do interior até 2023. Lá, ele atua como CEO e tem carta branca para agir. O dirigente deve ter um orçamento geral de cerca de R$ 200 milhões para trabalhar na próxima temporada e a expectativa é de chegar ao menos até a Copa Sul-Americana. Um dos cotados agora é o diretor Diego Cerri, que está no Bahia desde 2016, contratado ainda na gestão do ex-presidente Marcelo Sant’Ana.

 

 

Deixe seu comentário

1 Comentário

  1. Foguetinho pra continuar no Bahia, abra o olho torcedor. Ele fez isso o ano passado. Falou que Carille tinha feito o convite para ele ser auxiliar e que tinha sido cogitado para ser diretor do Santos, foi desmentido logo depois pelas partes citadas. Acorda torcedor.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*