Tite fala sobre bate-boca com Messi: “Ele me mandou calar a boca”

Brasil perdeu para a Argentina por 1 a 0 nesta sexta-feira

Foto: Fayez Nureldine / AFP

Praticando um futebol previsível e apático, a Seleção Brasileira perdeu por 1 a 0 para a Argentina na tarde de sexta-feira, no Estádio Universitário Rei Saud, na Arábia Saudita. Os rivais se reencontraram pouco mais de quatro meses após a polêmica semifinal da Copa América quando o Brasil venceu por 2 a 0 no Mineirão e avançou em direção ao título. Naquela decisão, Lionel Messi detonou a arbitragem e acabou sendo suspenso por três meses de jogos da seleção por detonar a Conmebol. Desta vez, o craque voltou a ser o personagem principal. Ele marcou o gol de pênalti e bateu-boca com o técnico Tite que comendou a discussão em entrevista pós-jogo e revelou que o argentino mandou ele “calar a boca” e ele rebateu.

 

“Eu só reclamei porque era para ele tomar cartão e ele me mandou calar a boca, depois eu mandei ele calar a boca. E acabou. Não quero responder isso para não colocar situações. Se não colocar árbitro grande, ele te engole… Mas é situação do jogo, ele é extraordinário. A Argentina marcava baixo e daqui a pouco procurava o Messi. Mas aquele lance era para cartão e eu tinha razão de reclamar”, disse Tite em entrevista coletiva.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*