Abel Braga detona o VAR após empate do Cruzeiro contra o Bahia

Treinador reclamou de pênalti não marcado no atacante David

Foto: Reprodução

O técnico Abel Braga não ficou nada satisfeito com a atuação do VAR neste domingo no empate em 1 a 1 contra o Esporte Clube Bahia no Estádio do Mineirão e fez um grande desabafo. O motivo da insatisfação do treinador foi um lance onde o atacante David foi derrubado dentro da área pelo lateral Moisés, no entanto, o árbitro não analisou o lance na tecnologia pois o bandeirinha assinalou impedimento (que não houve). Minutos depois o juiz deu um pênalti para o Bahia (que existiu) e expulsou o colombiano Orejuela. Fernandão cobrou e converteu, mas minutos depois, a Raposa buscou o empate mesmo atuando com 10 jogadores, com gol do atacante Sassá. O treinador cruzeirense também reclamou da retranca do Esquadrão. Veja abaixo.

 

“Está muito estranho. Não vi ninguém falar nada. Meu clube precisa falar. Meu clube é muito pesado, muito grande. (…) Cadê a p… do VAR no pênalti do David? Vai dizer que foi impedimento? É vergonhoso. Falar que ali estava impedido? É vergonhoso. Ele (David) gira (em cima do zagueiro). Tu acha que ele vai se atirar? Com o goleiro na frente dele? (…) Meu time está na hora de gritar alguma coisa, fazer alguma coisa. Não é possível, cara. Não estou dando desculpa de nada. O resultado, pelas circunstâncias, foi bom. Mas vamos ficar sempre quietos? Está passando do limite, cara. Não é fácil, não”

“Não sei o que eles (diretoria) vão fazer, mas eu estou calado e engolindo há muito tempo. Hoje não. Eu dei minha opinião. Por que o VAR não chamou (no lance com o David)? O cara está na frente do goleiro. Estou engolindo há muito tempo. Parece que estou dando desculpa, não estou dando desculpa de nada. Eu quero é isenção, peso igual pros dois lados. Parece que tem alguma coisa. Que está exagerado, está demais, está. iz meu protesto. E não sou de fazer. Porque sou muito verdadeiro, muito autêntico. Jogou bem, jogou mal, mereceu, não mereceu. Sou muito claro nisso. Mas está ficando um pouco exagerado”

RETRANCA:
“Parece que o Cruzeiro é um bicho papão. As equipes vêm aqui (no Mineirão), se fecham, ficam numa linha de oito, nove em cima da defesa, obrigam o erro, os caras saem muito rápido. Você tem a bola, roda para um lado, para o outro, tem a chance, não faz, vem a segunda chance, não faz. Começa o segundo tempo, tem um pênalti, o cara não dá, o VAR não chama…”

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*