Nino ou João Pedro: Quem deve ser titular da lateral-direita do Bahia?

Com Nino recuperado de lesão, João Pedro pode voltar ao banco

Fotos: Felipe Oliveira / EC Bahia

O técnico Roger Machado terá uma dor de cabeça boa para armar o time do Esporte Clube Bahia nos próximos jogos. Nino Paraíba ou João Pedro? Quem deve ser o titular da lateral-direita tricolor? O primeiro vem sendo dono da posição desde o início do ano e com boas atuações, mas por conta de uma lesão, abriu espaço para João Pedro atuar contra Fluminense e Grêmio – seus primeiros jogos como titular nessa segunda passagem pelo Esquadrão. Com a recuperação de Nino, a tendência é que o camisa 2 retome a titularidade contra o Ceará, nesta segunda-feira, no Estádio de Pituaçu, no entanto, não será uma surpresa se Roger optar por manter o até então “reserva imediado” entre os onze, preservando o experiente lateral para a partida contra o Internacional.

 

Na primeira passagem pelo Bahia, em 2018, João Pedro atuou 17 partidas. Ele chegou emprestado pelo Palmeiras até 31 de dezembro, porém, no contrato existia uma cláusula onde obrigava o Esquadrão a liberá-lo em caso de alguma proposta, e foi o que aconteceu. O Porto, de Portugal, se interessou pelo jogador e pagou 4 milhões de euros (R$ 17,5 milhões). O Verdão tinha 50% dos direitos econômicos e repassou 10% ao Bahia como taxa de vitrine. Após um tempo defendendo o Porto, porém, sendo pouco aproveitado, retornou o Tricolor Baiano em agosto, mas por conta das condições físicas, demorou a estrear. Seu primeiro jogo foi contra o Botafogo, em setembro. Até aqui, são 3 jogos.

Natural de Rio Tinto, na Paraíba, Nino chegou ao Bahia no início de 2018 e foi titular praticamente toda a temporada, porém, bastante contestado pela torcida, talvez pelo passado rubro-negro, já que fez história no Vitória, onde jogou de 2009 até 2014, sendo duas vezes campeão baiano (2010 e 2013) e da Copa do Nordeste (2010). No seu primeiro ano pelo Esquadrão, atuou 44 vezes e marcou um gol. Esse ano, o lateral-direito também chegou a ser criticado, no entanto, deu a volta por cima e com grandes atuações, conquistou o carinho do torcedor e ganhou até música em sua homenagem. Em 2019, já são 41 jogos e 3 gols marcados, dois deles na Série A.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*