Marco Antônio ganha espaço no Bahia e pode ser titular contra o Inter

Jogador atuou contra Grêmio e Ceará saindo do banco de reservas

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Principal revelação do Esporte Clube Bahia no primeiro semestre de 2018, quando foi promovido ao time principal e se firmou entre os titulares, o meia-atacante Marco Antônio sofreu com as lesões e quando retornou acabou perdendo espaço. Após oito meses sem atuar, um período se recuperando da lesão e outro apenas treinando sem ter oportunidade, o jogador retornou no jogo contra o Grêmio, entrando no decorrer do segundo tempo e sofrendo o pênalti que resultou no gol de Arthur Caíke e no triunfo tricolor em Porto Alegre. Na última segunda-feira, ele novamente saiu do banco e cobrou a falta para o gol de Artur. Com isso, vai ganhando espaço e pedindo passagem no time titular.

 

Contra o Grêmio, ele atuou por cerca de 25 minutos. Diante do Ceará, ele entrou no intervalo e jogou por cerca de 45 minutos. A torcida, que já vinha pedindo o jogador como titular, aumentou o coro, e com o venezuelano Alejandro Guerra em baixa, é bem capaz que o técnico Roger Machado faça mudanças no time e promova a entrada de Marco Antônio contra o Internacional, sábado, às 19h, na Arena Fonte Nova. Desta forma, o jovem atleta faria sua primeira partida como titular sob o comando do técnico Roger Machado. Ele também briga por posição com Arthur Caíke pela vaga do suspenso Élber.

Natural de Belém do Pará, Marco Antonio Rosa Furtado Júnior tem 21 anos surgiu na base do Desportiva Paraense e chegou ao Esporte Clube Bahia por empréstimo para integrar o elenco sub-20 em 2016, ano em que atuou pela primeira vez no time profissional, no jogo contra a Juazeirense, pela Copa do Nordeste. Em 2017, foram duas partidas pela equipe principal, contra Fluminense de Feira e Juazeirense ambos pelo Campeonato Brasileiro.

Mas seu melhor momento foi no primeiro semestre de 2018, quando ganhou mais chances com Guto Ferreira e se firmou entre os titulares. Foram 21 jogos e 2 gols marcados, porém, quando vivia uma grande fase, foi atrapalhado por uma lesão e quando retornou não conseguiu mais recuperar seu espaço. Esse ano, antes dos jogos contra Grêmio e Ceará, havia jogado apenas duas vezes contra Flu de Feira e Bahia de Feira pelo Baianão, antes de sofrer uma nova lesão e ficar de fora nos últimos meses.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*