Goleiro concorda com vaias da torcida do Bahia e vê cobrança com naturalidade

"Se a gente pudesse, a gente também vaiava o resultado", disse

Menos de 24 horas após a derrota decepcionante contra o Ceará em Pituaçu, o elenco do Esporte Clube Bahia voltou aos trabalhos tarde desta terça-feira (22) e o escolhido para a entrevista coletiva na sala de imprensa do Fazendão foi o goleiro Douglas, que poderia ter saído como o destaque da partida com boas defesas, porém, aos 39 e 48, o zagueiro Luiz Otávio marcou os gols e jogou água no chopp tricolor. O arqueiro analisou o revés de virada para o Vozão e concordou com vaias da torcida após o jogo. Ele admitiu que se estivesse no lugar do torcedor, também vaiaria a equipe pelo resultado.

 

“Acredito que a gente não conseguiu resultado ontem diante das circunstâncias difíceis que se apresentaram, diante da qualidade e fundamento da bola parada do adversário. Não vejo uma pressão a mais ou que nosso time tenha sentido essa cobrança a mais. A gente segue convicto e sabendo que mais importante do que entrar na 28ª rodada é entrar na 38ª rodada. Mais do que o G-6, a gente acredita muito em nosso desempenho. Se ficar pensando que tem que entrar no G-6 sem desempenho, sem pontuação, isso não vai acontecer. A gente entende perfeitamente a vaia após o jogo. Entendo que foi a vaia pelo resultado. Se a gente pudesse, a gente também vaiava o resultado”, declarou.

Neste sábado (26), o Bahia enfrenta o Internacional, às 19h, na Arena Fonte Nova. Douglas projetou o duelo e acredita que se o time retomar o caminho dos triunfos, vai entrar no G-6 no momento certo. Sobre a cobrança da torcida, o goleiro vê com naturalidade.

“A gente que colocou o Bahia nessa posição e aumentou a expectativa de nossa torcida. A gente está preparado para continuar fazendo esse bom trabalho e mantendo as atuações. Se continuar vencendo, a gente vai estar ali próximo e, no momento certo, entrar no G-6. Acredito que é uma pressão boa comparada com o ano passado, onde a gente olhava muito mais para baixo do que para cima. A gente tem procurado sustentar tudo isso com nosso desempenho. Vejo com naturalidade essa certa cobrança e impaciência da torcida. No sábado é uma oportunidade muito boa, contra um time que está um ponto em nossa frente, de conseguir o triunfo e passar eles”, completou.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*