Jogadores do Bahia criticam arbitragem após derrota para o Corinthians

Juninho e Élber não pouparam críticas a arbitragem

Foto: Marcos Ribolli

Em duelo marcando por polêmicas da arbitragem e confusões, o Corinthians venceu o Bahia por 2 a 1 na noite deste sábado, na Arena em Itaquera, pela primeira rodada do returno do Campeonato Brasileiro. O lance de maior revolta por parte dos jogadores do Bahia foi o pênalti claro não marcado pelo árbitro Dewson Fernando Freitas da Silva mesmo após analisar as imagens do VAT quando o jogo estava 0 x 0. Após a partida, o zagueiro Juninho e o meia-atacante Élber não pouparam críticas a arbitragem. Com o resultado, o Bahia perde sua invencibilidade de nove jogos e agora a maior sequência invicta da Série A pertence ao Flamengo com 7 triunfos seguidos.

 

Juninho também reclamou do primeiro pênalti, marcado para o Corinthians: “Eu estava fechando o braço na hora, ele viu no VAR e deu o pênalti. Fazer o que? Em um lance bobo levamos o segundo gol. Tem mais 18 jogos. O time não é imbatível. Em algum momento ou outro, vamos perder. Agora temos que trabalhar e conquistar os três pontos dentro de casa, já que deixamos de pontuar aqui. Quando a gente tomou o gol, eles vieram para cima. A gente entrou meio desacordado, essa foi a percepção. Temos que tomar esse cuidado fora de casa. Quem quer brigar lá em cima tem que tomar os mínimos cuidados. Isso foi nítido. Temos o jogo contra o Botafogo agora. Vamos lutar para conquistar os três pontos”, disse, à Rádio Metrópole.

Élber: “Eu fiquei surpreso dele não marcar. Na hora senti e não consegui ficar em pé. O VAR está para ajudar o juiz a corrigir os erros e ele não conseguiu acertar a nosso favor. Faltou tranquilidade. Na hora que empatamos a gente estava melhor na partida. Em uma bobeada a gente vacilou. É descansar para buscar o triunfo em casa”, disse o meia-atacante, em entrevista à Rádio Metrópole.

Outros atletas foram mais econômicos nas palavras.

Fernandão: “Difícil. Acho que vira o segundo turno, e todo mundo já se conhece, sabe o que o time faz. Agora é ter tranquilidade e fazer mais do que fez no primeiro turno”.

Artur: “A gente conheceu a primeira derrota na virada. Erguer cabeça, está no início do segundo turno. Esfriar a cabeça para fazer uma boa partida dentro de casa”.

Deixe seu comentário

1 Comentário

  1. Luiz Piedade…é assim mesmo né? PEGOU NO PAU DO CORINTHIANS PRA GOZAR porque o do seu vicetória está broxa na segunda divisão…brigando para não cair para série c!

    Menos pior perder pro corinthians, de igual para igual, fora de casa na série A e continuar lutando pela libertadores…
    do que perder para guarani e ser estuprado pelo são bento!

    QUETA GALINHA

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*