Torcedores do Bahia vão à justiça contra Palmeiras e Allianz Parque

Motivo é a tela colocada no setor visitante do estádio palmeirense

No último domingo, Palmeiras e Bahia se enfrentaram pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro no Allianz Parque, em partida que terminou empatada por 2 a 2. Após o jogo, torcedores do Bahia reclamaram nas redes sociais pela falta de visibilidade durante o jogo devido uma tela que é colada no setor da torcida visitante que impossibilita a visão clara do campo. Recentemente, torcedores do Athletico-PR e Vasco também criticaram a tela no setor visitante que mais parece uma espécie de jaula.

 

Diante do ocorrido, 21 torcedores do Esporte Clube Bahia se uniram e vão entrar com um processo em conjunto contra o Palmeiras e contra a administradora do Allianz Parque, de acordo com informção do site ESPN. Será pedida a devolução do valor pago pelo ingresso (R$ 110,00) e uma indenização de R$ 5.000,00 por autor. Segundo André Lessa, de 34 anos, que é um dos torcedores envolvidos na ação, todo o dinheiro que resultar da ação indenizatória será repassado para caridade.

“Nós formamos um grupo e vamos entrar com um processo, pedindo a restituição do valor pago no ingresso, algo que foi recusado a nós no dia (do jogo). A indenização que for paga a gente irá reverter tudo para caridade. Ninguém quer ganhar dinheiro em cima do Palmeiras. A gente vai reverter todo esse valor para instituições de caridade. O Estatuto do Torcedor, o Código do Consumidor, todos estão a nosso favor. Vi que o Procon fez uma inspeção hoje (sexta-feira) e decidiu manter a rede, não dá para entender. Não é possível ver nada do jogo com aquela rede. Absolutamente nada. Não é nada contra o Palmeiras. A gente respeita muito o clube, não queremos nada deles. Mas foi um fato que ocorreu, um fato absurdo, e uma coisa que outras torcidas que foram lá reclamaram. É um desrespeito contra qualquer torcedor. A gente só quer o dinheiro do ingresso de volta, que foi o que pedimos no dia do jogo. Só estamos procurando a via jurídica porque não quiseram devolver nosso dinheiro”, afirmou, à ESPN.

Após reunião nesta sexta-feira com representantes do Palmeiras, do Allianz Parque, da Polícia Militar e do Procon-SP (Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor de São Paulo), ficou decidido que a tela do setor visitante do estádio alviverde será mantida, pelo menos por enquanto.

Segundo apurou a ESPN, o clube paulista explicou detalhadamente o histórico da utilização da rede de proteção, demonstrando inclusive que a questão do problema de visibilidade relatado por torcedores de times como Athletico-PR, Vasco e Bahia ocorre apenas em um horário específico (entre 16h45 e 17h, aproximadamente, e no inverno). O Procon, por sua vez, irá acompanhar os próximos jogos do clube no Allianz para verificar o funcionamento da tela de proteção.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*