Bellintani tranquiliza torcida e nega irregularidade com contratações

"A CBF disse que estamos regulares", disse o presidente

Fotos: Felipe Oliveira / EC Bahia

Uma matéria publicada pelo jornalista Thiago Braga, no Blog Lei em Campo, do site UOL Esporte, alegando uma suposta irregularidade do Esporte Clube Bahia com a quantidade de contratações feitas para o Campeonato Brasileiro da Série A, deixou os tricolores um pouco preocupados. No entanto, o presidente Guilherme Bellintani tratou de tranquilizar o torcedor e garantiu que o clube está regular, ou seja, não há qualquer risco de perder pontos ou ser multado, como foi dito pelo jornalista.

 

Em entrevista ao programa de rádio oficial do clube, Bellintani explicou que o atacante Lucca e o zagueiro Wanderson, que vieram do exterior, não entram no artigo 11 do Regulamento Específico do Campeonato Brasileiro, que diz que “uma vez iniciado o Campeonato, cada clube poderá receber até 5 (cinco) atletas transferidos de outros clubes da Série A; de um mesmo clube da Série A, somente poderá receber até 3 (três) atletas”.

“Estamos muito tranquilos. Sabíamos que pelas contratações alguma hora ia surgir questionamento, mas é deixar a torcida tranquila. A CBF disse que estamos regulares. A norma fala entre transferências de clubes da Série A, mas tem um espaço que permite que jogadores que estejam fora do Brasil não sejam contabilizados. Tanto Lucca como Wanderson não estavam inscritos, aptos a jogar e por isso não são contabilizados por essa norma. Nosso foco é no jogo, um jogo complicado onde precisamos nos recuperar. É deixar a questão de regularidade para o nosso jurídico. Cito um exemplo igual, em 2013. Ponte, Criciúma e Portuguesa foram acusados por transferir jogadores que não estava nos clubes de origem. É normal, quando temos crises de gestão, comecem a provocar algumas coisas fora de campo. Respondemos isso com uma gestão cuidadosa e responsável. Vamos ganhar dentro de campo”, disse.

 

Deixe seu comentário

2 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*