Esposa de Nílton confirma procura do CSA e lamenta pouca chance no Bahia

"queria ele sendo mais utilizado", disse ela, que também é assessora

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Surgiu na manhã desta segunda-feira (06) a informação, vinda dos repórteres Rafael Seixas e Emerson Júnior, de que o volante Nílton, hoje sem muito espaço no Bahia, está negociando sua ida para o CSA-AL por empréstimo até o final da temporada. Ainda segundo a apuração, o anúncio pode acontecer até a quinta-feira desta semana. Em contato ao site Globoesporte, a esposa e também assessora do jogador, Karin Lopes, confirmou ter recebido uma sondagem do clube alagoano, porém, garantiu não ter nada de concreto, apenas uma sondagem.

“Sim, de fato [houve procura]. Ainda não tem nada de concreto, mais avançado. Desde o começo do ano, até quando a gente renovou contrato com o Bahia, havia interesse. De 15 dias para cá houve a procura de uma pessoa intermediando, perguntando, sondando, analisando, porém nada de números e nada de concreto”, disse.

Ela também falou que queria ver Nilton ser mais utilizado, mas deixa a decisão da saída para ele definir sozinho.

 

“Somos apaixonados pela torcida, pelo clube, a gente até encarou a redução do salário para poder ficar aqui. Respondo por mim, até como esposa e assessoria dele, queria ele sendo mais utilizado. Eu falei para ele: “Olhar, conversa com o clube, pensa o que quer, se acha que realmente que quer ir para outros ares, senão você espera”. Eu quero que ele decida sozinho, não gosto de interferir. Hoje ele é atleta do Bahia”, disse Karin.

Esta temporada, Nilton atuou apenas 7 vezes (4 como titular) pelo Bahia, marcando um gol, sendo que a última vez que entrou jogando foi no dia 10 de março, no clássico BA-VI pelo Campeonato Baiano que terminou empatado por 0 a 0. Sua última atuação foi contra o Corinthians, pela primeira rodada do Campeonato Brasileirão, entrando nos minutos finais do jogo.

O experiente jogador chegou no Fazendão vindo do Vissel Kobe do Japão em janeiro de 2018 e assinou contrato com o Bahia válido por uma temporada, com possibilidade de renovação automática caso atinja determinado número de partidas no ano. Como não atingiu, ao final do ano passado, sua permanência quase não aconteceu, porém, o atleta aceitou uma redução salarial e acabou ficando. No ano passado, ele jogou 21 vezes e marcou um gol.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*