Cláudio Prates exalta atuação do Bahia e comenta chegada de treinador

"É a nossa função fazer a transição da melhor maneira possível"

Foto: Ailton Cruz

Sob os olhares do técnico Roger Machado, que já está contratado e só aguarda o anúncio oficial, mas acompanhou a partida, o Esporte Clube Bahia empatou por 1 a 1 com o CRB na noite desta terça-feira (02), no Estádio Rei Pelé, em Maceió, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. Após a partida, o auxiliar Cláudio Prates, que comandou a equipe interinamente, exaltou a atuação do time tricolor, destacando a quantidade de finalizações.

“Foi uma atuação bastante boa, e é o que a gente vinha fazendo. Acima de tudo, temos que valorizar o trabalho do Enderson e da comissão que passou, foi uma sequência. Estamos falando de um jogo ruim contra o Sampaio e de quatro jogos anteriores bons. Eles recuperaram a confiança e o volume. Tivemos 19 finalizações, 14 escanteios contra 2. O jogo mostrou que a equipe tentou, foi valente, teve a máxima do Bahia de não desistir. Isso deixa o time animicamente bem para o segundo jogo e para as finais do Baiano”, declarou.

Perguntado sobre a chegada do técnico Roger Machado, que está próximo de ser anunciado pelo Bahia, Cláudio Prates destacou o trabalho de transição e afirmou que será bem recebido por grandes profissionais no clube.

 

“A gente tava focado do jogo, a gente não sabe nada, a diretoria procurou não passar nada. É a nossa função fazer a transição da melhor maneira possível. O profissional que chega aqui, chega com profissionais do bem, que vão recebê-los com muito carinho. O Bahia é acolhedor e voltou a ter luta, briga e organização que vinha tendo com o Enderson”, indicou Prates, que reiterou a melhora no ânimo da equipe após o vexame na eliminação da Copa do Nordeste.

O jogo de volta será no dia 9 de abril, às 19h15, na Arena Fonte Nova. O Esquadrão precisa de um triunfo simples para se classificar no segundo duelo que marcará a estreia do novo comandante. Se houver um novo empate (por qualquer placar) em Salvador, a decisão será na disputa por pênaltis. Além da vaga, o melhor time após 180 minutos receberá a premiação de R$ 1,8 milhão.

“Essa nova regra da Copa do Brasil nos dá a possibilidade de ganhar em casa. Seria ruim se a gente saísse derrotado pelo que aconteceu no último jogo, pela desclassificação. A gente chega vivo, com vontade de passar, e fazer daqui para melhor. Valorizar os atletas que se entregaram o tempo todo”, completou.

 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*