Após exigência do Sindap-BA, Vitória reintegra atletas afastados

Jogadores voltam a treinar junto com o elenco principal

Fotos Mauricia da Matta / EC Vitória

Na última sexta-feira (12), o Esporte Clube Vitória havia anunciado o afastamento de nove jogadores (Juninho, Benítez, Wesley, Erick, Maurício Cordeiro, Cleber, Thales, Jeferson e Gabriel Silva) que estavam treinando separadamente do elenco principal em horários alternados (RELEMBRE). No entanto, uma exigência do Sindicato dos Atletas Profissionais do Estado da Bahia (Sindap-BA) fez a diretoria reintegrar todos os atletas.

Em entrevista ao programa Sport +, da Rádio Sociedade, o diretor jurídico da entidade, Ronaldo Passos, garantiu que a exigência foi atendida pelo clube e os jogadores já estão treinamento juntamente com o elenco principal. Lembrando que esses atletas não fazem parte dos planos do clube para a disputa da Série do Campeonato Brasileiro, contudo, no próximo dia 24 de abril acontece o primeiro turno da eleição que definirá um novo presidente para a agremiação e que deverá tomar a decisão.

Veja abaixo:

 

“Temos feito um trabalho muito árduo em prol do futebol. Essa questão é uma aberração, que foi feita arbitrariamente pelo Vitória em relação ao afastamento dos atletas para treinaram em horário separado do restante do elenco. Juridicamente o que acontece nessa situação é o assédio moral do trabalhador. Isso é passível de uma demissão indireta. Isso está previsto na legislação e é coibido pela legislação. O sindicato entrou em contato com todos os atletas e conversei com o departamento jurídico do Vitória. Fizemos o procedimento de protocolo, na qual primeiro a gente tenta resolver administrativamente. Caso contrário, a gente iria notificar extrajudicialmente e consequentemente fazer uma denúncia no Ministério Público do Trabalho, que é fiscalizador da lei. E depois entraríamos judicialmente com uma ação indenizatória de perdas e danos morais (..) Colocaram os jogadores para treinar às 14h, que é um horário cruel. E ontem Manoel Machado [advogado do clube] informou que essa situação foi revertida e nosso pedido atendido. O sindicato está sempre vigilante”, disse Ronaldo Passos.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*