Será que o atacante Fernandão é o ânimo que o Bahia precisa?

O camisa 20 está no seleto grupo de jogadores amados pela torcida

O Esporte Clube Bahia teve e tem muitos ídolos, o atacante Fernandão está dentro desse seleto grupo de jogadores amados pela torcida e que fizeram muita diferença quando por aqui estiveram. Na sua primeira passagem pelo Tricolor de Aço em 2013, contribuiu com a equipe para alcançar a décima segunda colocação ficando a frente de times como Internacional, Fluminense e Flamengo. Foram 41 jogos e 18 gols na temporada (15 marcados na Série A e no Campeonato Baiano).

Os seus 15 gols marcados no Campeonato Brasileiro de 2013 fizeram com que ele figurasse na história do Bahia como o segundo maior artilheiro do Tricolor em uma edição do Brasileirão, superando Douglas Franklin, que fez 14 gols em 1978 e somente atrás de Claudio Adão, que balançou as redes 18 vezes no campeonato de 1986. Ao lado de outros jogadores que ficam à disposição do técnico, meus caros torcedores e leitores, será que ele é o ânimo que o time precisa?

Sabemos que um time só rende dentro de campo quando todos ou a sua maior parte dos jogadores colaboram para esse fim. Não podemos ser injustos em não falar da grande fase que vive o Gilberto e que caminha a passos largos para se tornar também um dos maiores ídolos que o Bahia já teve.

Recuperado de lesão, Fernandão torna-se mais uma opção para o técnico Enderson Moreira, além dos volantes Elton e Yuri, e também o atacante Rogério. Com a possível entrada desses jogares em campo o Bahia irá enfrentar o Sergipe, último colocado do grupo A e ainda sem pontuar na competição, com 5 derrotas em 5 jogos, apenas 2 gols marcados e 8 sofridos.

Sem desmerecer o time adversário, que não atravessa boa fase, é preciso que o Esporte Clube Bahia fique atento à sua postura dentro de campo, caso contrário pode se atrapalhar novamente. Pelo menos é o que vem acontecendo dentro de campo em algumas partidas que presenciamos em atuações do time.

Abraço a todos!

Marcos Leite – Professor, Torcedor apaixonado pelo Esporte Clube Bahia e colaborador do Futebol Bahiano.



Deixe seu comentário

3 Comentário

  1. Calma lá. Alguém disse aí pior que Gordiola. Pior não é não. Enderson é bem melhor que Gordiola pelos resultados, porém fica difícil julgar porque o time de Gordiola sempre joga a bem, mas não fazia gols e ele não teve o Gilberto. Talvez o sucesso de Enderson tenha sido Gilberto e o Gordiola com bons atacantes poderia ter sido bem diferente.

  2. Desnecessário jogar essa “responsabilidade” solitária no colo de Fernandão;lógico que Fernandão em forma será muito útil para o ataque, teremos dois matadores. Além do mais Gilberto vive um excelente momento, não fez gol no Ba x Vice, mas salvo engano tem 12 gols.

    1) Para mim, o esquema tático está errado, Ramires e Shayllon não podem jogar juntos.
    2) Precisamos de mais um lateral esquerdo e outro direito. Nino é esforçado, mas não acerta um cruzamento. Moisés é regular, chega bem para cabecear, mas deixa uma avenida.
    3) Precisamos de um meia rápido e de qualidade, Guilherme está ridículo.
    4) Élber e Rogério são equivalentes, correria por correria, eu ainda preferia Mendoza, mas o Bahia não tem condições para trazê-lo.

    5) O Bahia precisa:

    a) Ou fazer Enderson reavaliar suas opções, seus esquemas táticos, suas variações de jogada, porque o Bahia está muito previsível, como por exemplo, o escanteio curto. (melhor opção)

    b) Ou trocar de treinador, fato muito arriscado! Porque o Bahia não tem opções no mercado. Diga um treinador no mercado nacional de qualidade, que tenha tempo hábil para conhecer o elenco? Se nacional não tem, imagine um estrangeiro chegar aqui (ganhando em Dólar – não cobram em reais-) e fazer isso tudo.

    Luxemburo? (lembre do Sport, de Diego Souza, André, Richelly);
    Gilson Kleina?
    Doriva?
    Jorginho?
    Lula Pereira?

    Acordem pessoal! Trocar de técnico no momento é a pior opção (ainda que não estejamos satisfeitos com Enderson)

    BBMP!

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Google
  2. 바카라사이트

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*