Bahia 0 x 0 Vitória: Enderson Moreira explica novo tropeço no BA-VI

"sabíamos do risco. Mas não tem nada perdido", disse

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Bastante vaiada durante e após o jogo pela torcida do Bahia que clama pela sua demissão, o pressionado treinador Enderson Moreira concedeu entrevista coletiva após o BA-VI deste domingo que terminou empatado sem gols e assim como no primeiro clássico, foi um resultado amargo para os tricolores e comemorado pelos rubro-negros. O técnico fez uma análise do jogo, explicou o novo tropeço diante do Vitória em pela Arena Fonte Nova, justificou as substituições e falou sobre os riscos de não se classificar para as semifinais do Campeonato Baiano.

“Falando do jogo, nós começamos bem, depois de uns 25 minutos o adversário controlou um pouco o jogo, mas nas bolas paradas. No segundo tempo foi um domínio completo da nossa equipe. Mas a decepção nossa é pelo resultado, pois fizemos por merecer algo muito melhor”.

Questionado sobre as substituições, principalmente a entrada do contestado meia Guilherme, o treinador justificou: “São situações. Guilherme é um jogador que tem o último passe sempre muito importante. A gente não via a necessidade de abrir mais e colocar o Iago, porque o Moisés jogou o tempo todo como um ponta esquerda. Então a gente precisava de um jogador que tivesse a tranquilidade pra achar o último passe”, disse.

Enderson também falou sobre o fato de chegar à última rodada do estadual fora da zona de classificação: “É claro que ninguém quer isso, mas a gente trilhou um caminho e sabíamos tínhamos um número excessivo de jogos. A gente sabia que não ia conseguir colocar a equipe principal em todos os jogos. Foi uma decisão nossa, sabíamos do risco. Mas não tem nada perdido. Matematicamente não tem ninguém garantido e chegamos para essa última rodada com tudo em aberto”, declarou.

Ouça a entrevista completa abaixo:



O Bahia volta à campo na quarta-feira (13) para enfrentar o Sergipe, às 19h30, na Arena Fonte Nova, pela sexta rodada da Copa do Nordeste. Depois, no domingo encara o Jequié, no Waldomiro Borges, pela última rodada do Baianão, precisando vencer e torcer contra os quatro primeiros colocados para conseguir a classificação para as semifinais. Se Vitória, Atlético de Alagoinhas OU Vitória da Conquista empatar, e o Bahia vencer, garante um lugar no G-4. No caso do Bahia de Feira, só passaria em caso de uma derrota do Tremendão.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*