Apresentado no São Paulo, ex-lateral do Bahia explica rejeição à apelido

Léo (Ex-Pelé) reforça o São Paulo em 2019

Foto: Marcelo Hazan

O São Paulo apresentou nesta quinta-feira dois novos reforços para a temporada 2019, no dia de volta aos trabalhos do elenco no CT da Barra Funda. Um deles foi o lateral-esquerdo Léo, que defendeu o Bahia no ano passado. O outro foi o lateral-direito Igor Vinicius. Na primeira entrevista coletiva pelo Tricolor do Morumbi, o jogador falou sobre a rejeição ao apelido de “Léo Pelé”, forma como ficou conhecido no Fluminense.

“Pelé é Pelé, né. Mas leva um peso a mais desnecessário. Quero colocar o meu nome. Pelé já conquistou o que tinha de conquistar. Não precisa levar o nome de Léo Pelé. Só Léo basta. Acho que Léo é o suficiente. Pés no chão”, disse.

Léo teve um grande ano de 2018, fazendo 60 partidas pelo Bahia. Ele assinou contrato definitivo por quatro temporadas com o São Paulo que desembolsou R$ 3 milhões pagos ao Fluminense, enquanto Igor Vinicius, que pertence ao Ituano, fechou vínculo de empréstimo por um ano, com opção de compra. O ex-lateral do Bahia também falou sobre suas características e a pressão por títulos do São Paulo. Veja abaixo.



“Tenho uma marcação muito boa, muito forte, consigo chegar bem na frente também. Fiquei muito feliz com o interesse do São Paulo, que é gigante. Realização de um sonho. As contratações mostram que o clube quer vencer. Isso me deixa muito feliz”

“Quando cheguei aqui até falei que pequeno vi o São Paulo tricampeão brasileiro. Chegamos aqui com uma responsabilidade muito grande. Agora requer a nós retribuir ao clube, querendo vencer, com muito profissionalismo”

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*