Bahia não solicita retorno e Juninho agora é atleta do Ceará em definitivo

Bahia tinha um prazo para pedir o retorno do jogador

Foto: Fernando Ferreira/cearasc.com

Oficialmente, o Esporte Clube Bahia não contratou ninguém, porém, oficiosamente acertou com 5 jogadores, sendo quatro deles para o setor ofensivo (os meias Guilherme e Jean Mota, e os atacantes Rogério e Iago, além do lateral Matheus Silva), renovou o contrato do atacante do atacante Gilberto, porém, ainda não definiu a situação do volante Juninho, emprestado ao Ceará na temporada 2018, e que apesar de ter feito uma temporada apenas regular, é anotado nas listas de reforços do norte ao sul. Vasco, Goiás e Chapecoense são alguns dos interessados.

No entanto, apesar da diretoria do Bahia não se pronunciar sobre o assunto, o volante Juninho deve permanecer no Ceará para a temporada de 2019. Foi que afirmou o presidente Robinson de Castro ao Esportes O POVO. Segundo apuração do portal, existe uma cláusula no contrato firmado entre as partes que garantia que o Tricolor pudesse pedir o retorno do volante ou negociá-lo com outra equipe, o que não ocorreu.

O prazo se encerrou no último dia 15 de dezembro. Com isso, Juninho assina em definitivo e passará a ser atleta do Vozão. O tempo do empréstimo do atleta é o mesmo do vínculo contratual que o jogador tem com o Bahia, até então dono dos seus direitos federativos.

“Juninho tem contrato. Deve ficar. O Bahia tinha até dezembro para pedi-lo de volta. Não fez, ele volta para o Ceará. Tem contrato até o fim de de 2019. Só que vai mudar a modalidade, deixar de ser empréstimo para ser definitivo”, afirmou o presidente do Ceará, Robinson de Castro.



Natural do Rio de Janeiro (RJ), Juninho foi revelado na base do Madureira, passou por América-RJ, Serrano-RJ, Duque de Caxias e só deixou o Estado em 2013 quando acertou com o América-MG. Depois retornou ao Duque de Caxias e foi vendido ao Tombense. Chegou ao Bahia após chamar atenção atuando pelo Macaé na Série B de 2015, ainda que o time carioca tenha sido rebaixado para Série B naquele ano.

Na sua primeira temporada pelo Esquadrão, Juninho se destacou e virou titular absoluto marcando 11 gols em 55 jogos na temporada 2016, tendo como principal arma o chute de longa distância e sendo peça importante na campanha do acesso do tricolor à elite do futebol nacional. Em 2017, atuou 51 vezes e anotou 5 tentos, porém, diferente de 2016, não foi titular e na maioria das vezes em que jogou saiu do banco de reservas, inclusive, chegando a reclamar da reserva. Esse ano, foi emprestado ao Ceará, entrando em campo pelo Vovô 36 vezes e anotando 3 gols.

VEJA TAMBÉM

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*