Enderson admite atuação ruim do Bahia e lamenta ausências por desgaste

"Não teve muito a ver com uma questão tática”, disse

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Mesmo jogando boa parte do segundo tempo com um homem a mais, o Esporte Clube Bahia não conseguiu superar o Atlético-MG e acabou sendo derrotado por 1 a 0 na noite deste sábado (17), no estádio Independência, em Belo Horizonte. Com três mudanças na defesa e sem Zé Rafael (poupado), o Tricolor Baiano se defendeu bem com os três volantes no 1º tempo, mas acabou sendo vazado no início da etapa final com Cazares e não teve mais reação para buscar ao menos um empate. Se vencesse, o time baiano ficaria há 3 pontos do G-6, mas o revés acaba com o sonho de pré-Libertadores.

Em entrevista coletiva após o jogo, o técnico Enderson Moreira analisou a atuação da equipe nos 90 minutos, admitiu que o time não foi bem, mas afirmou que a derrota não teve muito a ver com uma questão tática, e voltou a lamentar o desgaste dos atletas. Sem chances de Pré-Libertadores, o treinador espera que o time volte a pontuar forte nas últimas três rodadas para conseguir a melhor classificação possível.

Veja abaixo



“Fizemos uma partida muito abaixo do que a gente consegue fazer. Claro que foi uma sequência complicada, com um jogo na quarta-feira que foi extremamente desgastante pra gente, o que fez com que não pudéssemos contar com alguns jogadores importantes e que vinham atuando, mas o Atlético-MG foi competente, fez um 1o tempo muito qualificado e a gente teve poucas possibilidades. Tecnicamente a gente foi muito mal. Não teve muito a ver com uma questão tática”, avaliou.

“Nós não temos chances mais de imaginar uma pré-Libertadores, mas vamos entrar em campo até o final para conquistar todos os pontos possíveis e conseguir, quem sabe, a melhor classificação do Bahia na história dos pontos corridos, terminando bem a temporada”, finalizou o treinador.

Assista aos melhores momentos de Atlético-MG 1 x 0 Bahia no Horto

Deixe seu comentário