Rebaixamento: Chances de Bahia e Vitória de acordo com Tristão Garcia

INFOBOLA aponta Bahia com 6% e Vitória com 58%

Os matemáticos entraram novamente em ação e, faltando 7 rodadas para o término do Campeonato Brasileiro, pegaram as calculadoras e atualizaram os números das chances de título, Libertadores, Copa Sul-Americana e rebaixamento. Lembrando que a 31ª rodada ainda não terminou, e só será finalizada na segunda-feira com o jogo entre Ceará e Atlético-MG no Castelão, podendo mudar os dados tanto para o descenso quanto para as probabilidades de classificação para Libertadores.

Resultados: Pela 31ª rodada, o Bahia perdeu para o Corinthians, por 2 x 1, na Arena de Itaquera, e caiu para a 12ª colocação com os mesmos 37 pontos, sendo ultrapassado pelo próprio time paulista na tabela de classificação. Já o Vitória, derrotado pelo São Paulo por 1 x 0 em pleno Barradão, desceu dois degraus e foi parar na vice-lanterna com 33 pontos, sendo ultrapassado por Chapecoense (que venceu o América-MG) e Sport-PE (que bateu o Grêmio).

Se no site “Chance de Gol” o Bahia aparece com 1,7% de chance de rebaixamento e o Vitória com 63.1%, no site Infobola, do matemático Tristão Garcia, o Esquadrão tem 6% de chances de queda, enquanto o Leão surge com 58% atrás de todos os concorrentes (Sport-PE 48%, Chapecoense 54%, América-MG 38%), com exceção do Paraná que já está com os dois pés na cova. No Chance de Gol, o Vitória apesar de estar abaixo do Sport-PE na tabela de classificação, tem uma possibilidade menor de rebaixamento – ainda que por uma pequena fração – do que o time pernambucano (63.1% x 63.4%).

Já na parte de cima da tabela, de acordo com o Infobola, o Palmeiras com o empate diante do Flamengo, agora tem 81% de chances de título, enquanto o Time Carioca 10%, Internacional (que empatou com o Vasco) 7% e São Paulo (que venceu o Vitória) apenas 2%.

Veja abaixo os números do INFOBOLA



VEJA TAMBÉM OS NÚMEROS DO CHANCE DE GOL ABAIXO

31ª rodada: Atualização das chances de rebaixamento da dupla BA-VI

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*