Nos pênaltis, Bahia é eliminado pelo Atlético-PR e dá adeus à Sul-Americana

Grolli marcou o gol do Esquadrão no tempo normal

Após ser claramente prejudicado pelo árbitro de vídeo (VAR) e perder o jogo de ida por 1 x 0 na Arena Fonte Nova, o Esporte Clube Bahia foi até a Arena da Baixada com a missão de desbancar o duro time do Atlético-PR que carregava uma sequência de 12 triunfos consecutivos no seu santuário, no entanto, o Esquadrão mesmo desfalcado e com uma escalação meio “esquisita”, jogou com muita garra e disposição, e venceu o Furacão por 1 x 0, com gol de Douglas Grolli, carregando a decisão para os pênaltis, assim como fez diante do Botafogo.

No entanto, na disputa das penalidades máximas, o Bahia foi muito mal e acabou perdendo por 4 x 1 para o Atlético-PR, dando adeus ao sonho de avançar à semifinal da Copa Sul-Americana. Vinícius e Zé Rafael desperdiçaram as duas primeiras cobranças e jogaram um balde de gelo na cabeça do torcedor tricolor. A terceira e última Edigar bateu e fez. É válido lembrar que o desfecho poderia ter sido bem diferente se não fosse os erros do VAR no primeiro jogo em que anulou um gol discutível de Clayton e outro equivocadamente do meia Ramires.

Com a eliminação, o Esporte Clube Bahia volta seu foco totalmente para o Campeonato Brasileiro, onde terá nova decisão no domingo, contra a Chapecoense, às 18h, na Arena Fonte Nova, duelo de SEIS pontos na luta contra o rebaixamento. Já o Atlético-PR visita o Internacional, no mesmo dia e horário, no estádio do Beira-Rio.

O JOGO:

A partida iniciou com os dois times nervosos em campo, porém, quando colocaram a bola no chão, o jogo fluiu naturalmente e ambos criaram chances de gol. Mais conservador e com uma marcação alta e consistente, o Bahia explorou os contra-ataques e apostou nas ligações diretas, e aos 46 minutos do primeiro tempo conseguiu abrir o placar com Douglas Grolli, quando o Atlético-PR se mostrava superior, com uma maior posse de bola e assustando o goleiro Douglas. A primeira parte também foi marcada por muitas faltas e reclamações, resultado em quatro cartões amarelos: três para o Esquadrão e um para o Furacão.

O gol deu uma acomodada no Bahia que passou boa parte do segundo tempo acuado no seu campo de defesa se defendendo das investidas do Atlético-PR que foi para o tudo ou nada empurrado pelo seu torcedor na Arena da Baixada. O jogo seguiu movimentado, pegado e truncado até os últimos minutos, porém, sem bola na rede. O Esquadrão poderia ter buscado o segundo gol para matar o jogo, mas parecia satisfeito com as penalidades.



Veja a campanha do Bahia na Sul-Americana:

Primeira fase:
Blooming 1 x 0 Bahia
Bahia 4 x 0 Blooming

Segunda fase:
Bahia 2 x 0 Atlético Cerro
Atlético Cerro 1 x 1 Bahia

Oitavas de final
Bahia 2 x 1 Botafogo
Botafogo 2 (4×5) 1 Bahia

Quartas de final
Bahia 0 x 1 Atlético-PR
Atlético-PR 0 (4×1) 1 Bahia

FICHA TÉCNICA
Atlético-PR 0 (4) x (1) 1 Bahia
Copa Sul-Americana – Quartas de final (2º jogo)
Local: Arena da Baixada, em Curitiba
Data: 31/10/2018
Horário: 21h45
Árbitro: Diego Haro (PER)
Assistentes: Jonny Bossio e Coty Carrera (ambos do Peru)
Árbitro de vídeo: Jesús Valenzuela (VEN), auxiliado por Alexis Herrera (VEN) e Juan Belatti (ARG)

Cartões amarelos: Renan Lodi, Bruno Guimarães (Atlético-PR) / Léo, Vinícius, Elber, Zé Rafael (Bahia)

Gol: Douglas Grolli (Bahia)

Atlético-PR: Santos; Jonathan, Paulo André, Léo Pereira, Renan Lodi; Wellington (Bruno Guimarães), Lucho González, Raphael Veiga; Nikão (Bergson), Marcelo (Rony) e Pablo. Técnico: Tiago Nunes.

Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Douglas Grolli, Lucas Fonseca e Léo; Elton (Gregore), Nilton e Flávio; Zé Rafael, Elber (Vinícius) e Júnior Brumado (Edigar Junio). Técnico: Enderson Moreira.

Atlético-PR 0 (4) x (1) 1 Bahia: Veja as cobranças de pênaltis pela Sul-Americana

Deixe seu comentário

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*