Ex-goleiro com destaque no Vitória vira cobrador de falta de time da Série B

Wilson é superado por Rogério, e Marcio, ex-jogador do Bahia

O goleiro Wilson deixou o Esporte Clube Vitória já no distante ano de 2013 onde teve uma excelente passagem superando Elkeson que havia feito 34 jogos, e se tornando o jogador que mais vestiu a camisa do Vitória em uma mesma edição de Campeonato Brasileiro desde 2003, quando o campeonato começou a ser disputado por pontos corridos. Ao perder a posição para o goleiro Fernando Miguel, pedi para sair e no mesmo dia assinou contrato com o Coritiba onde hoje é considerado jogador fundamental até os dias de hoje.

Nesta semana, o jogador de 34 anos, recebeu autorização do técnico Argel Fucks para cobrar faltas em jogos do Coritiba. Ele já marcou um gol dessa forma na carreira, quando defendia o Figueirense. Em toda carreira, tem dez gols. Oito deles foram pelo Campeonato Brasileiro (Séries A e B).



Wilson é o terceiro goleiro com mais gols nas duas primeiras divisões do campeonato nacional. Só fica atrás de Rogério Ceni, que fez 59 nessas competições. Hoje ele é técnico do Fortaleza bem próximo de obter o titulo e o acesso no Campeonato Brasileiro da Série A.

O segundo colocado é Márcio, 37 anos jogador revelado pelo Bahia e atualmente disputa a segunda divisão do Campeonato de Goiás, atuando pelo Goiânia com 18 gols.

Em entrevistas ao site oficial do Coritiba, Wilson já havia falado sobre essa possibilidade.

“Sempre me perguntaram sobre isso porque já fiz gol de falta no Figueirense, já fiz gols de falta na base, no Flamengo. É uma coisa que o Tcheco já havia falado para voltar a treinar, e o Argel também. Estou voltando a pegar com mais intensidade nos treinamentos de falta. Tem outros cobradores também, mas, se precisar, eu estarei pronto. Mas não é uma coisa que eu tenho esse objetivo. Como foi no pênalti, foi acontecendo naturalmente”, comentou o jogador.

Em 2018, Wilson tem cinco gols pelo Coritiba – todos em cobrança de pênalti.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*