Enderson enaltece atuação do Bahia e critica duramente a arbitragem

"Tenho que enaltecer muito a disposição de todos", disse

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Assim como o zagueiro Lucas Fonseca, o vice-presidente Victor Ferraz e o presidente Guilherme Bellintani, o técnico Enderson Moreira foi outro a mostrar sua insatisfação e tecer críticas duras à arbitragem do empate por 2 x 2 contra o Grêmio neste sábado (06). O treinador destacou que tem muitos árbitros apitando olhando a camisa e o local. Além disso, citou a enorme quantidade de cartões amarelos aplicados para o tricolor baiano. No entanto, não foi apenas de reclamação a entrevista coletiva de Enderson. Ele também enalteceu a atuação do time do Bahia durante os 90 minutos.

“Os caras que apitam o jogo precisam ter um pouco de noção. Igual ao lance do Marinho houve uns dois ou três a nosso favor do lado de lá. Estou muito chateado. Não sei a quem falar. Ele amarelou nosso time todo. Nunca vi um árbitro que põe o dedo em riste aos jogadores. Cadê a educação dele. Ele é um cara que tem que manter a ordem e é o primeiro a provocar desordem. Ele não está preparado emocionalmente para aptar um jogo de Série A. A gente vê, um jogo atrás do outro, e não é só com o Bahia, os caras apitando olhando muito a camisa e o local onde estão apitando. Isso faz com que a gente possa acreditar pouco que haja algum tipo de solução […]”

“O Grêmio é uma das melhores equipes das Américas e viemos aqui, neutralizamos eles onde são fortes, fechando os lados do campo e deixando eles trabalhar a bola apenas longe do gol. Demos poucas oportunidades a eles, mesmo com um atleta a menos por quase todo o segundo tempo. Tenho que enaltecer muito a disposição de todos os nossos atletas. Somos o time do Brasil que mais jogou esse ano e nos mantemos atuando com competitividade e empenho”, finalizou Enderson Moreira.

Veja abaixo o que disse o presidente do Bahia



Consternado, Presidente do Bahia critica árbitro, cobra CBF e clama pelo VAR

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*