Lucas Fonseca cita três técnicos que marcaram suas passagens pelo Bahia

O zagueiro vai completar 200 jogos pelo tricolor baiano

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Próximo de completar 200 jogos pelo Bahia, o que deve acontecer na partida desta noite contra o Botafogo, pela Copa Sul-Americana, o zagueiro Lucas Fonseca concedeu entrevista exclusiva ao site Bahia Notícias e entre os vários assuntos abordados, o defensor foi perguntado sobre os treinadores que marcaram suas passagens pelo Esquadrão. Jorginho, ex-Portuguesa, Guto Ferreira, que trabalhou junto com ele também no Mogi Mirim, e o atual comandante, Enderson Moreira, foram os citados pelo jogador.

“Posso falar vários. Tive o Jorginho que me oportunizou quando cheguei. Nunca tinha jogado Série A e soube aproveitar. Falo também do Cristóvão, que teve aquele processo de intervenção. Ele conseguiu, junto com o Anderson Barros e o elenco, manter o time na Série A. Quero falar do Guto, que já tinha trabalhado no Mogi Mirim e aqui no Bahia conseguimos o acesso em 2016, organizamos bem a equipe e conseguimos a Copa do Nordeste. Ele acabou saindo, mas foi um treinador que me ajudou muito. Quero destacar o Enderson, que tem uma proposta de jogo diferente e a gente tem procurado assimilar o mais rápido possível para conquistar os resultados”, disse o zagueiro.



Em 2012, após bom Campeonato Paulista, o defensor chegou ao Fazendão como um dos reforços para disputa do Campeonato Brasileiro da Série A, estreando pelo Esquadrão no dia 24 de junho de 2012, diante do Figueirense, em Santa Catarina. De lá para cá, entre saídas (Mogi Mirim e futebol chinês) e retornos, Lucas representou o Tricolor em jogos do Campeonato Baiano, Copa do Nordeste, Brasileirão, Série B e Copa Sul-Americana.

Lucas Fonseca, que marcou três gols em 199 como jogador do Bahia, fez parte do acesso à primeira divisão em 2016, conquistou dois títulos do Campeonato Baiano e a Copa do Nordeste de 2017.

Lucas Fonseca escala ‘Seleção’ do Bahia com Souza e Fernandão no ataque

Deixe seu comentário