Bahia sofre recaída, não resiste à pressão e perde para o Atlético-PR

O Esporte Clube Bahia entrou em campo neste domingo para enfrentar o Atlético-PR com a mesma estratégia do jogo contra o Ceará, se defender e tentar matar nos contra-ataques, porém, com um esquema diferente e sem os três volantes que deram certo no meio de semana. Sem poder ofensivo, e sentindo bastante a ausência do meia Zé Rafael, o Esquadrão sofreu uma pressão enorme, viu Douglas brilhar no primeiro tempo com 5 grandes defesas e sair lesionado, atrapalhando totalmente o rumo na etapa final onde o Furacão não precisou criar muito para vencer por 2 x 0, com gols de Pablo e Rony, na estreia do jovem goleiro Fernando Castro.

Este foi o sétimo revés do Tricolor Baiano em 11 jogos como visitante na Série A, com outros 3 empates a apenas um triunfo. Já para o Atlético-PR chega ao quinto triunfo consecutivo dentro da Arena da Baixada e ao nono jogo sem perder (7 pela Série A e 2 pela Sul-Americana). Com o resultado, o Bahia segue com os 25 pontos na 14ª posição, colocado no Z4, enquanto o Furacão dá mais um salto na tabela e com 27 pontos se instala na 9ª colocação.

Encerrado o “tour” longe de Salvador, com duas derrotas (Santos e Atlético-PR) e um triunfo (Ceará), o Esporte Clube Bahia volta para Salvador e inicia a preparação durante a semana para o duelo contra o Sport-PE, na quarta-feira, às 19h30, na Arena Fonte Nova, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. Já o Atlético-PR viaja para São Paulo onde enfrenta o Palmeiras, também na quarta, mas às 21 horas, no Allianz Parque.

Sem seu principal jogador (Zé Rafael), vetado com dores na região lombar, o Bahia foi jogou com Douglas (Fernando Castro), Bruno (Nino Paraíba), Tiago, Lucas Fonseca e Léo; Gregore e Elton; Vinícius, Élber e Edigar Junio (Clayton); Gilberto.

O JOGO:



No primeiro tempo, vimos um domínio impressionante do Atlético-PR em todos os quesitos ofensivos, chegando a ter 68% contra 32% de posse de bola. Em 50 minutos de bola rolando na etapa inicial, o Bahia só conseguiu criar uma boa oportunidade nos acréscimos, aos 46 minutos, com Elton obrigando Santos a espalmar e Gilberto mandando para fora no rebote. Fora isso, total pressão do Furacão que impôs uma pressão enorme e criou inúmeras chances para abrir o placar, no entanto, quando acertou o alvo, foi bloqueado pelo PAREDÃO Douglas, principal destaque com pelo menos CINCO defesas difíceis e responsável pelo 0 x 0 no placar ao término da primeira parte.

Se já não bastasse não ter Zé Rafael, o Bahia voltou para o segundo tempo sem o goleiro Douglas, que sentiu e foi substituído pelo jovem Fernando Castro, de 21 anos e revelado na base do Santos, na sua primeira partida como profissional. Bruno também deu lugar a Nino. Diferente do primeiro tempo, o segundo iniciou mais equilibrado, com o Esquadrão esboçando uma pressão, no entanto, ficou apenas no esboço mesmo, logo o Atlético-PR reassumiu o controle e de tanto insistir conseguiu abrir o placar com Pablo aos 22 minutos e aumentar com o estreante Rony recebendo assistência de Pablo, fechando a conta em 2 x 0 para o rubro-negro paranaense.

Sábado (01/09)
16h- Vitória 1 x 0 América-MG
16h- Grêmio 4 x 0 Botafogo
19h- Vasco 0 x 3 Santos
21h- Corinthians 1 x 1 Atlético-MG

Domingo (02/09)
11h- Flamengo 0 x 1 Ceará
16h- Atlético-PR 2 x 0 Bahia
16h- São Paulo 1 x 1 Fluminense
16h- Sport-PE 1 x 1 Paraná
19h- Cruzeiro x Internacional
19h- Chapecoense x Palmeiras

VEJA OS GOLS DO JOGO

Atlético-PR 2 x 0 Bahia: Confira os gols dos atacantes Pablo e Rony

Deixe seu comentário