Chapecoense x Bahia: Tricolor de Aço reencontra seu ex-lateral direito

Fechando a décima rodada do Campeonato Brasileiro nesta quinta-feira, o Esporte Clube Bahia fará sua primeira tentativa de sair da zona de rebaixamento. Com 12 pontos, o tricolor de aço é o primeiro clube listado no Z4 e no seu último resultado pela competição venceu o Corinthians na Arena Fonte Nova pelo placar de 1 x 0. Para sair da zona, o Bahia enfrenta a Chapecoense décima quarta colocada com 14 pontos, logo se trata de um jogo daqueles chamados de seis pontos.

O adversário terá como novidade a presença do lateral direito Eduardo com passagem recente pelo Bahia na época vindo do Atlético-PR. Era reserva, no entanto, com a saída de Apodi negociado com o Ohod, da primeira divisão da Arábia Saudita, o jogador assume a titularidade no time.

O jogador de 31 anos, foi alvo de entrevista no site do clube de Chapecó onde falou sobre a oportunidade e o jogo contra o Bahia.



“Sabemos da história desse clube, temos a noção de que aqui é diferente e o quanto temos a responsabilidade de sempre darmos o melhor com essa camisa. A cidade é muito boa e o nosso grupo de trabalho também, isso ajuda muito no processo”, comentou Eduardo.

Em sua chegada, o atleta teve que lidar com algo incomum em sua carreira: ficar no banco de reservas e aguardar as oportunidades aparecerem. “Isso é natural no futebol e tenho que ter respeito com os companheiros que estão jogando.

O futebol é muito dinâmico e se você se dedica e é profissional as chances irão aparecer. O Apodi é um excelente jogador e eu sempre o apoiei quando ele estava de titular e sabia que se fosse o contrário ele faria o mesmo” afirmou o lateral.

Após sete meses de trabalho, Eduardo fará a retomada do Campeonato Brasileiro como titular da equipe e vê uma oportunidade de se firmar entre os onze. Ainda assim, segue prezando pelo respeito aos companheiros de posição.

“Eu me dediquei para que quando a oportunidade chegasse eu pudesse aproveitar. Mas aqui ninguém joga com o nome ou pela experiência, mesmo ‘estando’ titular, não quer dizer que vou me acomodar, vou treinar ainda mais. O Marcos Vinícius é um jovem jogador e tem muita qualidade e isso é excelente para o grupo, pois temos jogadores a altura para substituir os que estão jogando” finalizou.

Para acabar com a seca de gol, Bahia terá Gilberto contra a Chapecoense

Deixe seu comentário