Feijão com Arroz: Análise de Ceará 0 x 1 Bahia pela semifinal do Nordestão

Logo no começo da partida, o Ceará quase tomou a frente do placar. Em uma desatenção da defesa do Tricolor, Elton recebeu em profundidade na entrada da área, bateu cruzado e a bola passou perto da rede aos quatro minutos. Aos onze, o Bahia quase chegou ao gol. Mena recebeu cruzamento, dominou com o peito e finalizou em cima do goleiro Everson, que foi rápido para evitar o gol.

Em mais uma subida do ataque do Bahia, Nino Paraíba fez cruzamento, Régis ficou livre com a bola, mas não conseguiu o domínio e o goleiro Everson ficou com a bola com 19 minutos de jogo. Aos 30, Zé Rafael bateu falta próxima da área, mas a bola passou por cima.

Na parte final da primeira etapa, o Ceará ganhou mais espaço no ataque e conseguiu boas tentativas para sair na frente. Aos 38, o volante Pio mandou um chute forte de fora da área, mas o goleiro Anderson não teve dificuldades para defender. Quatro minutos depois, Elton recebeu na grande área, tentou de primeira, mas a bola travou na defesa.

Nos acréscimos, o Bahia quase marcou. Élber ficou com a bola na grande área, tocou para Régis, que dominou e chutou em cima do goleiro Everson.



Segundo tempo

O Bahia começou a segunda etapa em cima do Ceará. Aos sete minutos, Régis cobrou escanteio e a bola ficou limpa para Mena na grande área. O chileno dominou, mas o lateral Arnaldo afastou no momento em que ele ia chutar ao gol.

A equipe da casa não demorou a responder. Aos onze, após um cruzamento desviado, Naldo aproveitou na grande área e acertou a trave. Na sequência, Luidy recebeu na entrada da área e chutou para grande defesa de Anderson.

Élber coloca o Bahia na frente

Foi o Bahia que abriu o placar em plena Arena Castelão. Aos 17 minutos, após jogada de contra-ataque puxada por Gregore, Régis recebeu passe de Mena, avançou na grande área e cruzou rasteiro para Élber, que completou para o fundo da meta de Everson.

Anderson evita gol do Ceará

Aos 29 minutos, Pio cobrou falta venenosa de longe e o goleiro Anderson fez uma grande defesa. Na sequência, a equipe da casa sofreu com os protestos da torcida e não teve força para marcar diante do Esquadrão de Aço, que se aproximou da grande final com o resultado positivo.

Fonte: Ulisses Gama, ao portal Bahia Notícias

Esporte Interativo comete gafe e chama o Bahia de “Tricolor de Ferro”

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*